Pages

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

A reencarnação Goebbels

Do blog O resto do iceberg:

A famosa frase: “Uma mentira dita mil vezes, torna-se uma verdade", é atribuída ao ministro de propaganda nazista, Joseph Goebbels. Dentre outras frases, também destaca-se a seguinte: 

"Não falamos para dizer alguma coisa, mas para obter um certo efeito"

Quem diria que mesmo após a 2ª guerra mundial alguns desses mecanismos de manipulação de massa, criados à época, continuam em pleno uso nos nossos dias. Explico...

O felizardo que ouve o programa "Bom dia, Prefeito", que vai ao ar diariamente em uma rádio de Marabá, fica até sem saber em qual cidade mora. Tantas são as melhorias divulgadas pela prefeitura que dá até pra acreditar. 
Sinceramente, espero que as semelhanças parem por aí.

27 comentários:

Anônimo disse...

Que conceito dar à isso que chamam de PROGRAMA? De que forma avaliar, independentemente do absoluto engôdo que traz em seu conteúdo, a qualidade editorial, técnica e sobretudo jornalística? Dentre os maiores absurdos produzidos por esse (des)governo, certamente esse é forte candidato a maior! Daí, são inevitáveis as indagações: Quem é o autor ou (i)responsável por isso? Quanto custa? Quem paga?

Anônimo disse...

O programa Bom Dia Prefeito é mais uma forma de desperdiçar o NOSSO DINHEIRO. É lamentável, porque nem falar corretamente o apresentador sabe. Só quem está lucrando mesmo com isso é a Rádio Clube de Marabá.

Anônimo disse...

gostei kkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

...E o mais desastroso: dia desses ao terminar o tal "programa" e finalmente terminadas as sandices, uma voz ao fundo sussurava "tá filé" - quero entender que ao término da gravação o "puxa-saco" pra agradar o chefe, aplaudiu a gororoba verborréica. Quanto a quem paga a conta é só ver a cara de felicidade do Demérito Ribeiro -dono da Itacaúnas, que todo mes leva o dele, sem fazer força nenhuma...e a turma da clube até já fala bem do...(deixa pra lá)!!!

Anônimo disse...

O conceito do programa Bom dia prefeito é: uma conversa entre o gestor do município e o seu povo para prestação de contas. Uma oportunidade do povo ser ouvido pelo prefeito e ter suas dúvidas respondidas, num tempo curtíssimo de 10 minutos. O prefeito não é radialista, não é jornalista, não tem obrigação de falar bonito. Todos sabem de suas raízes, pois ele sempre teve orgulho de falar de onde veio. Ele não segue um roteiro, não segue nenhum "padrão jornalístico", pois não há essa necessidade. O povo pergunta e o prefeito responde, simples assim. Ele fala a linguagem do povo e esse, por sua vez, o entende muito bem. Prova disso são as dezenas de cartas, e-mails e telefonemas que ele recebe diariamente, elogiando a inicitaiva do programa e agradecendo a oportunidade de poderem expor os problemas de suas comunidades.

Anônimo disse...

gostei da postagen achei bastante original pois com as atitudes que tem tido o prefeito so poderia merecer uma comparacao dessas , falo porque me sinto enganado tambem ,quem quiser comprovar venha na travessa vila lobos bairro bom planalto entao vcs entederao , ouvi da boca do proprio prefeito , essa rua nos vamos arumar viu marco (chefe da terraplanagem) nunca mas pisaram aqui ,quando ligo para o tal marco ele resp. nos costumamos cumprir com nossas promessas , e brincadeira.post. por leal

Anônimo disse...

Ainda bem que ele não é tão esperto como os nazistas foram, senão estaríamos na merda.

Pedro Gomes disse...

Caro Ademir, gostaria de agradecer a divulgação de meu modesto blog, neste seu conceituado veículo de informação. Foi uma grata surpresa.
Abraço.

Anônimo disse...

Criativa...

Mas deprimente.

Não votei no Maurino. Não concordo com a condução de seu governo, tão deprimente quanto a comparação com o nazismo. Mas vamos falar de governo...

A expressão do nazismo é bem maior do que a imagem pessoal do Maurino.

Calma Pagão....


ROBERTO SALAME FILHO

Anônimo disse...

roberto salame filho, parabens pelo comentario sensato. a questao é falar da gestão e nao de ressuscitar histórias horrendas como o nazismo e o fascismo. se as pessoas soubessem de fato o que é o nazismo, pois não acabou, evitariam ficar fazendo alusão ao que de mais nocivo surgiu na face da terra até hoje.
vamos criticar o prefeito, os vereadores, secretários, mas sem perder a razão. perdendo a razao perde-se a credibilidade na crítica.

Quaradouro disse...

Menos, Salame Filho, menos...Lê de novo, Filho. Quaradouro só reproduz o que está em blog alheio, do Pedro Gomes.
Agora, é surpreendente que você e o anônimo das 22:07 (porra, como as pessoas tem medo ou vergonha de se expor, até quando omitem uma opinião!)acrediotem que o nazismo não foi uma forma de governo...

Pedro Gomes disse...

Ao anônimo das 22:07

Acho que você e o ilustre advogado Roberto Salame Filho não entenderam o espírito da coisa. Nenhuma "história horrenda" foi rescussitada, peço que releia o post. O que eu critiquei foi a falácia do gestor, que teima em mostrar aquilo que não existe.

Anônimo disse...

Ô das 16:44! Qual é o teu D A S? Deve ser bem na SECOM né mané? Puxa saco de merda. E o teu cartão resposta do concurso, recebeu pronto como as odaliscas do arém do KARAN? Tô ligado ó! CEBINHO, muito puto com tanta safadeza.

Quaradouro disse...

Ê cebinho, que história é essa do "arém do Karan"?

Quaradouro disse...

Ê cebinho, que história é essa do "arém do Karan"?

Anônimo disse...

É, quem confunde a crítica do "Iceberg" com comparação ao nazismo deve ter estudado nas mesmas escolas que o Maurino estudou... Não aprendeu nada.
O que o Pedro Gomes tá falando é da estratégia de comunicação do governo de Hitler, pautada na mentira e na enganação.
E tem razão o "Iceberg": Qualquer semelhança do que fazia o nazismo com as estratégias da turma da comunicação do Maurino não é mera coincidência. Basta ver as dezenas de carros de som espalhados na cidade diariamente só tocando (repetidas vezes) uma musiquinha falando que Marabá mudou e tá no rumo certo, pra entender que a estratégia é a mesma de Hitler e Joseph Goebbels: repetir uma mentira até que seja aceita como verdade.
Só acho que a montagem do "Iceberg" não deveria trazer o rosto do Maurino, mas sim do seu irmão e secretário de comunicação Gilson Magalhães (PHD em Comunicação), criador e responsável por toda essa palhaçada. Gilson é o "ministro da propaganda" da prefeitura. Ele é o Goebbels do governo municipal.

Blogue Marabá 2012 disse...

A propaganda mentirosa ou enganosa é, foi e sempre será a alma do negócio dos políticos. Maurino não a inventou, apenas faz uso de algo que se vale todo político nesse nosso país de políticos pinóquios.

Talvez haja alguma exceção. Não conheço, mas se alguém conhece, dê o nome.

Vamos relembrar, nos atendo aos políticos de nossa cidade, algumas propagandas bem recentes:

Tião em sua propaganda eleitoral para deputado estadual disse que asfaltou 200 km de ruas em Marabá. Resultado da propaganda: mais de 30 mil acreditaram sem ver. Onde e quais são essas ruas que receberam todo esse asfalto?

João Salame no período eleitoral fez alguns panfletos ou informativos como queiram chamar, onde dizia que já trouxe inúmeros recursos para Marabá. Para onde os recursos foram destinados de fato, o serviço saiu? Onde estão? Foram totalmente concluídos? Houve acompanhamento por parte dele no uso desses recursos que trouxe?

Asdrubal quando candidato a prefeito em 2008 dizia que se eleito toda residência em Marabá teria água encanada com qualidade de água mineral e de graça. Alguém se lembra disso? Agora eleito mais uma vez deputado federal foi cuidar da pesca. Por que não cuidou da Cosanpa e tornou real a promessa que fizera em 2008?

Bernadete dizia que se eleita ofereceria uma saúde jamais vista em Marabá, com qualidade superior a de Teresina e Goiânia. Por que na condição de deputada, e agora também reeleita, não tornou real essa promessa?

De Maurino tenho escaneado e o original do panfleto com sua propaganda eleitoral de 2008. Nada do que ele ali apregoa está sendo cumprido e nem será cumprido. Idem do seu vice quando dizia que iria fazer a saúde dá um salto de 10 anos de qualidade.

Então esse tipo de propaganda que se vale Maurino faz parte do caráter de nossos políticos. Preferem gastar uma montanha de dinheiro, que não é deles, dizendo coisas que jamais fizeram ou comprovam. O que eles sabem fazer melhor é lotear amigos nos cargos de primeiro, segundo, terceiro, quarto... escalão. Outra coisa em que são bons é em assumir a autoria das boas obras que não são deles. Nesse ponto eles não ficam nem um pouco corados quando assinam uma Monalisa.

Não fazem nada do que verdadeiramente a população anseia e espera deles quando os dá um voto de confiança.

Dentro desse contexto de falar algo e não mostrar esse algo concretamente, todos os políticos se valem da máxima dos nazistas: repetir a mentira até que ela se torne verdade.

E tem gente que acredita tanto, que são capazes de sair no braço com quem disser o contrário. Só eles veem os bons préstimos dos pinóquios... Esse outro lado é o eco que dá vida a essa propaganda dos políticos.

Não me queiram mal os prós e contras. É que minha miopia não permite ver algo de bom nesses senhores e senhoras. O que consigo enxergar de bem perto são as mazelas que eles nos brindam todos os dias e que a cada dia aumentam: esgoto a céu aberto; óbitos e erros médicos na saúde pública; doentes mentais abandonados a própria sorte; menores abandonados fazendo dos logradouros públicos seus lares; relato de pessoas que são assaltadas diariamente...

___________
Adir Castro

Anônimo disse...

Já está na hora de sairmos às ruas com faixas, cartazes, adesivos. Pronunciarmos em todos os eventos: FORA MAURINO, FORA MAURINO.

E, marcar os nomes destes INCOMPETENTENTES SECRETÁRIOS para, que estes nunca mais emprestem seus PORCOS SERVIÇOS para nenhum outro governo municipal.

FORA MAURINO, FORA MAURINO.

reporterchagasfilho disse...

De fato, o prefeito não tem obrigação de falar bonito, mas tem obrigação de aplicar bem o dinheiro do povo. E isso, como se vê, ele não faz.

Anônimo disse...

Taí, pois eu concordo com o Roberto Salame Filho. Um jegue desses jamais poderia mesmo ser um nazista...

Anônimo disse...

No comentário sobre "ter orgulho de suas raizes" não há qualquer exaltação quanto ao analfabetismo, como disse nosso renomado jornalista Ademir. É apenas a maneira de dizer que o prefeito é uma pessoa simples, de modos, trejeitos e falas simples, como a maioria da gente que cresceu nas zonas rurais desse país. É bem sabido que não é necessário frequentar faculdades, ser mestre ou doutor para se ter um cargo político no Brasil, que o diga nosso ex-presidente Lula. Mas é necessário que haja empatia com o povo, boas ideias, e uma boa equipe de trabalho realmente disposta a arregaçar as mangas e trabalhar junto com o gestor e pelo seu povo, para que a cidade cresça e apareça. Empatia com o povo Maurino tem, visto que foi eleito por ele. Boas ideias ele tambem tem, seu plano de governo está bem elaborado. Talvez o que falte ao prefeito é a tal equipe de trabalho que realmente esteja do seu lado, para colocar seu plano de governo e de políticas públicas em prática. Maurino errou em manter muita gente da gestão passada ao seu lado. gente que sorri para ele querendo mordê-lo, gente que faz de conta que rema o barco com ele, mas na verdade, o está deixando à deriva. Esse talvez tenha sido seu maior erro durante essa gestão. Nada que uma boa reformulada, uma varredura dentro da prefeitura não resolva.
O povo elegeu Maurino Magalhães, então que se cumpra a vontade do povo. Deixem o homem fazer seu governo, que ele cumpra seu mandato e mostre a que veio. As eleições a cada quatro anos servem para isso. O povo o colocou no governo, o povo vai tirá-lo se não estiver satisfeito com sua maneira de governar. O resultado de tudo isso, veremos nas próximas eleições.

marcio disse...

Márcio Aquino

Só uma pergunta.

Enquanto o Mau-Mau tá aqui, quem é que está cuidando do inferno?

Anônimo disse...

Primeiramente não percebi que a postagem era decorrente do Pedro Gomes (parabéns pelo blog Pedrinho), então minha opinião se estende a ele. Desculpa ai Pagão

No entanto, permitam-me o direito à tréplica.

O mundo virtual, a velocidade da comunicação e da troca de nformações, a mídia de massa, e, por meio destas, a violência foi à ribalta, está entranhada em nosso dia dia.

Hoje o culto à violência já é uma realidade.

Vende-se mais jornais com a violência...

A violência é destaque no horário nobre da televisão.
É a nossa pobre realidade, mas realidade.

Ninguém quer saber sobre o valor da vida, da dignidade humana, dos direitos humanos. Ou quase ninguém.


No mesmo sentido, niguém se interessa em saber se o nazismo foi ou não forma de governo. Talvez a academia.

O fato é que, nesse mundo acelerado em que vivemos a força da simbologia é ideológica.

A suástica é simbolo de violência. Do nazismo. Nos faz lembrar a morte de milhares de pessoas.

Não nos faz lembrar de gestão pública, improbidade, imcompetência administrativa etc.(tão inerentes à atual administração municipal), muito menos a Goebels.

Reafirmo, tenho críticas a este Governo, mas a suástica não cai bem a quem jamais pregou a violência irracional pregada pelo nazismo (se é que há violência racional).

Que a violência não seja trampolim para que este blog "bomb" na internet, como "bombou de comentários" a postagem do meu amigo Pedro.

Então calma Pedro, seu talento é capaz ..., muito mais capaz...

abraços.

ROBERTO SALAME FILHO

Anônimo disse...

O analfabetismo nao e o problema mais sim a falta de inteligência do atual prefeito pois conheço políticos semi analf embora nao concorde com
políticos sem nem uma formação no poder. Mais inteligência vai alem disso pq um prefeito que diz que maraba esta bem que seu governo e um dos melhores de todos os tempos e ser cego surdo e mudo do cérebro tanto ele como os defensores do mesmo ou dessa gestão.

reporterchagasfilho disse...

Concordo, em alguns pontos, com o anônimo que está se esmerando para defender o prefeito Maurino. Pois todo povo tem o governo que merece. Aliás, eu acho até que o Salame deveria pedir recontagem de votos, pois o Maurino teve mais de 45 mil votos, mas eu não encontro uma pessoa que tenha coragem de dizer que votou nele, a não ser aqueles que estão mamando nas tetas da viúva. tem uma carrada de gente com contrato temporário, para não fazer nada. E dança o povo negro, dança o povo índio sobre as roças mortas de aipim.

Anônimo disse...

Cara! Nessa foto o Maurino está a cara do Salsicha amigo do Scoobido. Nunca vi semelhança igual. Ah muleque! CEBINHO.

Pedro Gomes disse...

Caro Salame Filho, só gostaria de esclarecer que não fiz esta postagem com o objetivo de bombar meu blog...até porque só tive 4 comentários lá.

'Bombou'aqui porque Ademir é Ademir...

Pra mim, foi surpresa a quantidade de comentários. Realmente, não esperava toda essa repercussão.

Concordo que a suástica, até hoje, nos traz sentimentos negativos. Porém, peço que não analise a imagem isolada texto. Não foi a suástica que eu quiz ressaltar, e sim o método de ludibriar a opinião pública. Até porque se eu quisesse associar o prefeito com o nazismo (diretamente) teria escolhido a figura de Hitler, que é bem mais conhecida.

Mas, agradeço por sua opinião crítica e sua forma elegante de se posicionar diante da questão.

Abraço.