Pages

sábado, 1 de janeiro de 2011

Vitória


Bem antes do final de 2010, Quaradouro ultrapassou os 100.400 acessos.
Muito significativo para um blog nem tão antigo e que não possui  patrocinadores.

Fair-play

O deputado estadual João Salame (PPS) reagiu com muito fair-play quando indagado sobre o que achava da ida dos deputados estadual Tião Miranda (PTB) e federal Asdrúbal Bentes (PMDB) para a equipe de trabalho do governador eleito Simão Jatene (PSDB):
- São pessoas capazes e seguramente representam, junto ao governo Jatene, uma via para a implementação de obras que contemplem as necessidades do sul e sudeste do Pará. Minha expectativa é que nossos projetos, aprovados na Assembléia Legislativa dentro da área de atuação de cada um deles, tramitem e se materializem com a celeridade exigida por sua prioridade.
E por falar em João Salame, dia desses conversamos sobre as metas de seu renovado mandato e ele, mais do que narrá-las, justificou-as com severa autocrítica sobre o que deixou de fazer na legislatura passada.

Razões casuais

1. Um grupo de amigos de 50 anos discutia para escolher o restaurante onde iriam jantar.
Finalmente decidiram-se pelo Restaurante Tropical porque as empregadas usavam mini-saias e blusas muito decotadas.

2. 10 anos mais tarde, aos 60 anos, o grupo reuniu-se novamente e mais uma vez discutiram para escolher o restaurante.
Decidiram-se pelo Restaurante Tropical porque a comida era muito boa, atendimento bom e havia uma excelente carta de vinhos.

3. 10 anos mais tarde, aos 70 anos, o grupo reuniu-se novamente e mais uma vez discutiram para escolher o restaurante.
Decidiram-se pelo Restaurante Tropical porque havia uma rampa para cadeiras de rodas e até um pequeno elevador... Extremamente conveniente.

4. 10 anos mais tarde, aos 80 anos, o grupo reuniu-se novamente e mais uma vez discutiram para escolher o restaurante.
Finalmente decidiram-se pelo Restaurante Tropical. Todos acharam que era uma grande idéia porque nunca tinham ido ...

Cosanpa

No verão, falta água porque o nível do rio está baixo, aumenta o consumo (?) porque as pessoas molham a rua para assentar a poeira. No inverno, falta água porque... Porque chove, naturalmente, e você pode colocar as latas na biqueira.
Para onde foram a água e os milhões do PAC destinados ao sistema ninguém fala.

Presos sem abrigo

O Brasil tem quase meio milhão de presos. São exatos 498.487 (mais de duas Marabás!), somados os condenados dos regimes fechado, semi-aberto e parte do aberto, além dos presos provisórios que aguardam decisão definitiva.
Desse total, 277.601 são condenados e 220.886 são provisórios o que equivale a uma taxa de encarceramento de 260 presos para cada grupo de 100 mil habitantes. Os dados integram relatório do Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e das Medidas Socioeducativas (DMF), do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
O documento informa queum déficit de 197.872 vagas, sendo necessários 396 estabelecimentos penais com capacidade para 500 presos, cada um, para acomodar todos os presos do Sistema. Os estudos do DMF concluem que a população carcerária no Brasil cresceu 41,05% no período de 2005  a  2010.

Observatório Social

Abaetetuba ganhou semana passada um Observatório Social, organização da sociedade civil que fiscaliza a qualidade da aplicação dos recursos públicos, promove a ética e a cidadania fiscal. É o segundo do Pará, depois de Belém.
O Observatório Social do município tocantino surge com o apoio de importantes segmentos da sociedade, dentre eles: Diocese de Abaetetuba; Associação Comercial; Federação das Associações Comerciais do Estado do Pará (Faciapa); Maçonaria; Rotary; Lyons; OAB-Subseção Abaetetuba; Conselho Regional de Contabilidade - CRC/PA; OCB/SESCOOP – Seção/PA e Rede de Controle da Gestão Pública no Pará, fórum de instituições públicas responsáveis pela fiscalização da aplicação de recursos públicos.
Formado por voluntários não filiados a partidos políticos, o Observatório Social conseguiu criar condições para uma economia de R$ 72 milhões em verbas públicas nos 36 municípios em que atuou em 2009, o que levou a organização a ser premiada pela Organização das Nações Unidas no ano passado como a melhor prática de inovação social na América Latina. Em Belém, o lançamento do Observatório Social foi em 9 de dezembro deste ano.
Em Marabá, bem que se poderia organizar um desses...

A reação de um baiano durante um tiroteio

Imagine a reação de um baiano que está visitando algum parente no Morro do Alemão no Rio, quando tem  início um tiroteio terrível.
De um lado bandidos.
Do outro, a polícia.
E ele bem no meio do fogo cruzado.

Na foto abaixo pode-se ver

a angústia

o desespero

a adrenalina

e o estresse do cidadão baiano






quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Saída à Leão da Montanha

Está no blog do Hiroshi Bogéa:


“Sebastião Miranda volta atrás. Ele vai mesmo para a Secretaria de Obras.
Sebastião Miranda (PTB) não resistiu a duas horas de troca de prosa com Simão Jatene (PSDB).
Disse "sim" ao convite para ocupar a Secretaria de Obras, cargo que ele estava vendo como pura compensação por não ter ido para a Secretaria de Transportes, dedicada ao PMDB de Jader Barbalho.
O nome dele estará na lista de novos secretários a ser liberada pelo governador eleito, juntamente com o de Adenauer Góes (Paratur) e Mário Moreira (Adepará).
Marabá é quem sai perdendo.
Perde dois deputados.
Um federal, Asdrubal Bentes, confirmado na Secretaria de Pesca; e um estadual, o próprio Tião Miranda.
A troca de mandatos por cargos em secretarias é uma prática saudável para a democracia?
Os eleitores não estãos sendo enganados, com toda essa movimentação que visa atender exclusivamente interesses pessoais e partidários?”
"Saída estratégica pela direita!"

Melhor ir pescar...

O blog Espaço Aberto, de Belém, dá uma causa plausível para a ida de Aserúbal Bentes para  putativa secretaria de Pesca do Estado: o deputado tenta escapar da ação penal a que responde no Supremo Tribunal Federal desde 2006, quando foi acusado de mandar fazer laqueaduras em troca de voto para a prefeitura de Marabá. A laqueadura é uma lesão corporal irreversível, definitiva. Leia o que diz Espaço Aberto:

“O blog chamou atenção, ontem à tarde, para a curiosa dualidade de critérios na escolha de secretários do novo governo tucano que toma posse no próximo sábado, na Assembléia Legislativa.
De um lado, o coronel Hilberto Figueiredo, cogitado e logo descartado para o comando-geral do Corpo de Bombeiros, quando se descobriu que ele é réu em processo que apura desvio de dinheiro da corporação e estelionato.
De outro lado, o deputado federal Asdrúbal Bentes (PMDB-PA), escolhido para a Secretaria de Pesca e Aqüicultura (Sepaq), muito embora seja réu em ação penal que está praticamente com tramitação concluída perante o Supremo Tribunal Federal, eis que o parlamentar goza de foro privilegiado.
(...)
outro detalhe, todavia, dos mais relevantes envolvendo o coronel Hilberto Figueiredo e o deputado Asdrúbal Bentes.
É que o coronel, se vier a ser condenado, ainda tem possibilidade de recorrer a instâncias superiores e reverter a pena que eventualmente vier a ser-lhe foi imposta.
E o deputado Asdrúbal Bentes?
No caso dele, se vier a ser condenado, acabou-se o que era doce.
Como o Supremo é última instância, o deputado não teria mais para onde correr. se for para o Supremo do Afeganistão, onde ninguém ousa botar os pés. Ou para o Supremo Tribunal Federal de Pasárgada, destino adequado para quem é amigo do rei."
Pescar é melhor que ir para a cadeia


Papai Noel fora de época

Assessoria de imprensa do gabinete do prefeito foi chamada às pressas para cobrir mais uma palhaçada do Maurino Magalhães. É que ele resolveu, assim de improviso, distribuir brinquedos às crianças que receberam tíquete há algum tempo.
Se não me engano, esses brinquedos deveriam ter sido entregues em abril passado, no aniversário da cidade, o que não aconteceu porque desde muito antes a prefeitura perdera o crédito no comércio local. As crianças ficaram a ver o navio fantasma de Chico Coelho.
Pouco tempo depois, a imprensa informou que a 1ª Dama fora a São Paulo comprar as benditas quinquilharias, no valor de R$ 200 mil sem licitação. Provavelmente por falta de dinheiro, o projeto gorou.
Agora, ninguém sabe porquê, Maurino volta com a enganação das crianças.
Há quem diga que Maurino odeia crianças. Basta ver a patifaria que ele aprontou com a  meninada do projeto esportivo do Zico, que passou toda a manhã de um domingo no Estádio Zinho Oliveira à espera de material esportivo, prometido pelo próprio 6M, e que nunca chegou às mãos dos atletas mirins.
Populares observam o trenó do Papai Noel fora de época

À sombra dos grapiás

Foto: Ulisses Pompeu
Para quem não conhece ou não se lembra, quaradouro é aquele espaço sobre grama onde a lavadeira dispõe as roupas ensaboadas (às vezes com folhas de macela) para amolecer a sujeira que impregna no tecido. Depois são relavadas e enxaguadas e só então espremidas e postas na bacia para levar aos varais no quintal ou entorno da casa.
Na bela foto de Ulisses Pompeu, estão a lavadeira, sua filha e provavelmente seu marido curtindo as águas barrentas do Tocantins, barrentas nesse período de começo de cheia e de chuvas.
As árvores à esquerda são grapiazeiros carregados de frutos. Venenosos se comidos verdes ou de vez, tornam-se doces no amadurecer. 

Anunciados

Está no blog do ilustre deputado Parsifal Pontes. Tente descobrir quantos técnicos estão na lista. 

 Os nomes já anunciados por Simão Jatene

Até o dia de ontem, o governador eleito Simão Jatene já anunciou 23 membros do seu governo que se inicia em 1º de janeiro de 2011.
São eles:
tab