Pages

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

O Ibope e a paranóia eleitoral

Do blog do Parsifal Pontes, sob o títuloMargem de Erro”. A postagem rendeu, de cara, 27 comentários desancando o Ministério Público, o texto do procurador, os candidatos mais bem posicionados na corrida para o governo do Pará.
Este Estado é politicamente demente!...  

O procurador do Pará, Márcio Vasconcelos, tece o seguinte comentário a respeito da mais recente pesquisa do Ibope:

“No Pará pesquisa sempre errou e o povo na hora de votar não liga para o que pesquisa diz:

1990: o Ibope dizia que o futuro governador seria Xerfan. Ganhou Jader;

1994: o Ibope dizia que Jarbas Passarinho seria o governador e Almir, que era o terceiro na pesquisa, ganhou.

1996: o Ibope dizia que Ramiro Bentes seria o prefeito de Belém. Ganhou o Edmilson que era o quarto na pesquisa.

1998: o Ibope dizia que o Hélio Gueiros podia comprar o terno da posse para o Senado. Ganhou Luis Otávio que um tracinho nas pesquisas.

2002: o Ibope dizia que Ademir Andrade iria para o segundo turno. Não foi e quase a Maria do Carmo, que estava em quarto, se tornava inquilina do Palácio dos Despachos.

2006: o Ibope dizia que Almir Gabriel seria governador de forma consagrada eleito no primeiro turno e quem venceu foi Ana Júlia.

2008: pelo Ibope, Valéria seria a nova prefeita de Belém. Perdeu feio,  e terminou em quarto lugar.”
------
Enquanto isso, em Marabá o que temos são práticas antropofágicas e canibalescas entre os próprios candidatos locais e a torcida de cada um deles. Por fora, há mais aventureiros e paraquedistas do que no extinto garimpo de Serra Pelada. 
Grande cidade, a nossa!
---------

12 comentários:

Francisco Pereira disse...

Como se chama a pessoa que nasce nessa cidade, será que é filho da puta?

Anônimo disse...

A diferença é que em todas as anteriores nenhum dos vencedores tinha tão altos índices de rejeição quanto os atuais de Ana Júlia.

Quaradouro disse...

Filho da Puta, Chico, é o bairro de uma cidade mineira. Logo, quem nasce lá é mineiro, ora.

Anônimo disse...

Quaradouro é o método antigo de Secar roupa,Zé....
Botavá-se a roupa para quarar, dai ,Quaradouro...

Anônimo disse...

Marabá é uma cidade cosmopolita. Seu xenofobismo asdrubaliano não encontra guarida aqui, principalmente em eleição de âmbito estadual. Quem disse que os políticos locais representam bem a região? Bernadete (Gaúcha), Salame, Tião Miranda, Elza Miranda...? Aqui não é curral. É salutar, pois, que todos entrem no território e tenham os seus votos aqui. O resto é bairrismo de província

Quaradouro disse...

Cidade cosmopolita é o cacete, das 04:49. Aposto que você "cosmopolita" e aventureiro está atrás de votos aqui para depois desaparecer como todos os bufas-de-alma que só fedem na véspera de cada pleito.
Aposto, também, que é fã do Zenaldo Coutinho e é contra a criação do Estado de Carajás.
Vem com vaselina não, mestre!

Mural de Marabá disse...

Sem querer me meter no assunto, mas já me metendo, quero deixar minha opinião a respeito dos chamados candidatos paraquedistas.

Se o que caracteriza um candidato paraquedista é ele pedir votos noutras paragens diferente da sua, então Ferreirinha, Salame, Bernadete, Tião, Irismar e qualquer outro que more aqui em Marabá e esteja concorrendo a uma cadeira na ALEPA poderão ser taxados como paraquedistas, já que eles buscam o voto em outras cidades da região e aceitam de bom grado o voto vindo de qualquer cidade do Estado.

Diante disso não acredito que exista candidato paraquedista.

É preciso levar em conta também o fato de que apenas com os votos da cidade onde moram, eles não irão a lugar nenhum.

E independente de onde venha o voto para os eleger, eles têm o compromisso moral de representar ao Estado como um todo.

Anônimo disse...

Táesperando um DAS no futuro governo da Ana né, Ferreirinha,governadoria, 4 Ure, Dionisio,Hummmmm!!! Tá Beleza...

Anônimo disse...

Os resultados das pesquisa tem provocado algumas adesões de políticos e empresários na campanha do candidato Jatene.
Em redenção Mario Moreira e Vagner Fontes já estão dentro do barco 45.
Em marabá teve adesão de políticos do PMDB,PTB e do PR.Alem dos empresários que começaram a mostras as caras.Vários participaram da caminhada que amarelou a rua Antônio Maia.

Anônimo disse...

Ô das 16:12hs., estes que aderiram na última hora são os mais perigosos, pois, basta alguem gritar que o barco "tá fazendo agua", são os primeiros a saltar fora, entendeu ? Em 28.09.10, Marabá-PA.

Anônimo disse...

Falando em Dionísio, a seduc anda atrás dele.
O espertinho, assumio o concurso no final do ano passado, se apresentando na escola Inácio de Sousa Moita, e só apareceu na escola nesse dia e nunca mais.
O mais estranho que possa parecer, o querido companheiro continuou recebendo todos esses meses sem trabalhar.
Agora a seduc quer que ele devolva tudo que ele recebeu indevidamente.

Anônimo disse...

Como ele vai devolver?
No governo da Ana Júlia, não existe essas penalidades para os amigos.Se ele tiver que devolver, eu vou reclamar para o papa.