Pages

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

TCE do Pará paga salários de R$ 42 mil

Doze procuradores do Trabalho e promotores de Justiça ingressaram com ação civil pública contra todos os conselheiros do TCE (Tribunal de Contas), o Estado do Pará e o próprio Tribunal. A acusação é de que os conselheiros recebem acima do limite estabelecido na Constituição Federal. De acordo com a ação, os conselheiros recebem R$ 42.232,49 mensais, remuneração superior ao teto remuneratório, hoje fixado em R$ 26.723,13 para ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e R$ 24.117,62 para desembargadores. De acordo com a Constituição, eles deveriam ganhar a mesma quantia que os desembargadores. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
--------
Em tempo:
Você sabe para que serve o TCE? E seu irmão siamês, o TCM?
Aceito explicações.

4 comentários:

Anônimo disse...

Vi essa matéria em outro blog.

Quaradouro disse...

E daí?
quanto mais for massificada a informação sobre assuntos de interesse coletivo, melhor será a formação da consciência pública para as sacanagens praticadas contra o interesse coletivo.
Ou você acha correto um salário de R$ 42 mil para não fazer nada?
Ora!...

Anônimo disse...

Acredito que foi a postagem aqui neste BLOG que tocou na vergonha do 23:41. Pois quanto mais postagens leio sobre uma determinada matéria, mais acredito na ação da justiça.

Edinaldo Sousa disse...

Isso é o Brasil, de um lado meia dúzia que nada de braçada e do outro miseráveis famintos sem eira e nem beira, até quando, hein. Bota sacanagem nisso, se pelo menos esse pessoal trabalhasse e produzisse para o pais, mas nem isso