Pages

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Tragédia azul maurino

A já gravíssima situação da saúde pública municipal pode chegar a um colapso previsível. O ainda prefeito Maurino Magalhães não paga a classe médica desde novembro, e estes não descartam a possibilidade de suspender o atendimento aos incontáveis pacientes de Marabá e região.
"Estamos lascados", disse um mototaxista ao saber da novidade.

11 comentários:

Rodrigo Rocha disse...

Olá passei para conhecer seu blog ele é notº10, show, fantástico, muito maneiro com excelente conteúdo você fez um ótimo trabalho desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
Um grande abraço e tudo de bom

Anônimo disse...

Ademir
Não tem nada a ver com a notícia, mas não achei outro local pra dizer, mas essa foto tá muito Marabá, maaaaaassa

Quaradouro disse...

Ô Rodrigo, obrigado pelo estímulo. E apareça!

Quaradouro disse...

A foto, das 23:37, vai ser capa do meu livro inédito "Lua de Jade".
Tá linda, né?
Um colega disse que parecem aquelas canoinhas coloridas que fazem de buriti em Belém e vendem durante o Círio.
Gosto muito de fotografias.

Anônimo disse...

Ademir, não é só nos médicos que o prefeito maurino esta dando calote.Os coitados dos estagiários/CIE, estão desde setembro sem receberem.quero saber onde estar o ministério do trabalho que não fiscaliza essa exploração de mão de obra e taca uma multa na lata do prefeito.
E a promessa e que recebe agora em dezembro apenas o mês de setembro.Este prefeito é um abençoado, ele foi o escolhido , éo homem das massas, foi uma revelação do............

Anônimo disse...

Realmente, a fotografia está linda. Mas, não ficou legal o nome Quaradouro sobre a mesma. Estou ansioso para saber da faxina (creio, pequena) que o MAL RINO vai realizar.

Anônimo disse...

Ei sou professor porem ele esta nos devendo 20% do total que ele desconteou no tempo da greve safado esse mau mau acho que vou para curionopolis onde o prefeito de 45 % de aumento e de 14 salario ate na epoca do tiao tinha abono na epoca do mau mau nos estamos e lsc

Anônimo disse...

Mau
Administrador.
Um
Relapso,
Ignorante.
Nocivo
Oportunista.

Anônimo disse...

É algo confuso. Aqui relata-se que a saúde vai de mal a pior. Já no quadro BOCA NO TROMBONE, do Gazeta de Carajás de nº XIV dos dias 20 a 26 de dezembro de 2010, o médico Dr. Juarez Dias Brito, cirurgião geral do hospital Climec de Marabá, diz o seguinte em seu relato: "Estou em Marabá há 27 anos, sou médico e como todo médico defende a saúde em modo geral quando falamos de saúde, temos a saúde pública e a saúde privada, a pública temos que admitir que ela teve um avanço muito grande, avanço esse para melhoria, porque na verdade antes ela era muito caótica o serviço público, não contava com recurso nenhum, hoje nós temos um serviço público com hospitais mais equipados, mas precisamos melhorar, portanto, sugiro a administração pública que envista mais em hospitais públicos para atender melhor a população..."

Transcrevi o texto tal qual ele se encontra escrito no Gazeta Carajás, inclusive com os erros, os quais custa-me muito acreditar que tenham sido cometidos pelo médico.

Mas voltando às críticas quanto ao atraso do pagamento dos médicos, creio que essa informação não PROCEDE. Se fosse verdadeiro, um médico não traçaria um quadro tão animador quanto o Dr. Juarez fez em seu texto.

E tem mais uma coisa que não posso deixar passar em branco. Se a saúde vai bem assim, presume-se que essas conversas de que nos postos de saúde não tem seringas, gazes, espaladrapos, etc, não passa de boatos.

Com quem está a verdade?

Anônimo disse...

Nem na climec a realidade é tão colorida.O Dr. Juarez esta tão feliz assim porque vendeu um pedaço da clinica dele para UNIMED por 6¨milhões.E mais estranho que o mesmo é o tesoureiro da empresa compradora.
Se eu tivesse feito um negocio tão vantajoso eu tambem estaria vendo tudo colorido......

Anônimo disse...

Explica-se: "A Gazeta de Carajás" é um jornal financiado pela Prfeitura de Marabá, uma parceria do Gilson Magalhães, irmão do Maurino e secretário de Comunicação, e um jornnalista de Brasília, chamado Davi de Tal. Vc acha que alguém vai falar mal do prefeito no jornal pago por ele? Alôôôôôw, MP, onde está vc?