Pages

sexta-feira, 18 de março de 2011

Mais uma obra do Maurino

Recorte do blog Sul do Pará, do companheiro João Carlos:

Contando urubus


Em entrevista ao Programa do Bacana, do jornalista e apresentador Marcelo Marques (assista AQUI e AQUI), o prefeito de Marabá, Maurino Magalhães de Lima (PR), fez uma afirmação que, confesso, me deixou encafifado. Ele disse que, quando assumiu a Prefeitura de Marabá, havia "oito mil urubus no lixão".
Fiquei a pensar como foi que ele chegou a esse número tão preciso. Será que contaram os urubus, um a um? E quem será que foi designado para tão estranha missão?
Como diria um velho amigo, ao se deparar com um dilema quase insolúvel: "Coisa esquisita". 
-------
Preguiçoso e desocupado, é bem possível que Maurino tenha ido contar 
pessoalmente a urubuzada. Afinal, foi o desgoverno dele que programou
seqüestrar urubus e soltá-los a 100 km de Marabá como forma de resolver
o risco que representam para a aviação..

17 comentários:

Ulisses Silva Maia disse...

Ademir, agora acabei de crer que do desprefeito Maurino nós podemos esperar tudo.

Anônimo disse...

Com relação a contagem dos urubus com certeza não foi o prefeito nem a sua equipe de desgoverno que contou com certeza ele terceirizou esse serviço a uma empresa assim como fez com a merenda e quer fazer com o HMM esse povo não tem competência para fazer serviço complexo.

Maricotinha disse...

Égua do prefeito contador...de potoca!! Vai ver, ele colocou uma argolinha nas pernas dos urubus pra identificá-los, quem sabe um selo de plástico nas asas. Puxa, teu prefeito se continuar assim, tendo idéias "tãããão inteligentes", vai ganhar do Dudu, aqui em Belém, porque no Ver-o-Peso o que não falta é urubu pra contar. Meu Deus, e eu que pensava que o terremoto e o tsunami no Japão tivessem sido as piores tragédias dos últimos tempos. Nós, paraenses vivemos as nossas diariamente. Como somos fortes, hein?!

EDUARDO LINS disse...

Ola amigos,na Sevop existe um departamento sócio ambiental, que acompanha o dia dia do aterro sanitário e existe relatório diário das atividade realizada, a bióloga responsável conta sim através de fotos panorâmicas tiradas em loco e depois conta um a um através de computadores, e hoje,é pouco o quantitativo de urubus do aterro porque o lixo é coberto com aterro em tempo real

Anônimo disse...

Mais um muito obrigado, Ademir, por manter nosso Maurino sempre em evidencia neste conceituado veículo midiático. O Povo Governando agradece!

Quaradouro disse...

Era só o que faltava, das 12:49: além de mentiroso, contador de urubu...
Qual o objetivo da estatística? Mera especulação? A observação dessas aves é de interesse público? Quanto custa à Sevop?
O Polvo Governando não tem mais o que fazer?

Ulisses Silva Maia disse...

A pessoa que defende esse governo não merece sequer ser ouvida. Deve ser um puxa saco de primeira.

Anônimo disse...

Qualquer pessoa merece ser ouvida. Muitos ditadores pensam da mesma forma que o jovem aí...Quem é contra o seu governo não merece ser ouvido...

Anônimo disse...

Acho que a NASA ou MICROSOFT deve convocar o maurino e a SEVOP para distribuir esse programa que contar urubu. vcs podem ate baixar o programa no site WWW.EUCONTOURUBU.COM.BR

Anônimo disse...

Pior foi ouví-lo dizer hoje na rádio que o LIXÃO DE MARABÁ é um cartão postal!!!

Anônimo disse...

Não é a CBF que ta contando????

Acho que foi a estatística da CBF, constatando o número de flamenguista em Marabá.

Anônimo disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, essa da NASA foi ótima, a-do-rei. Já pensou esse Zé Ruela do Maurino, trabalhando lá? E ele, batendo altos papos com o Bill Gates sobre 'tequinolujia'?

Gerson's Blog disse...

Gente, realmente, das atitudes de Maurino só podemos dar risada. De uma pessoa que sequer sabe se expressar não poderíamos esperar muita coisa mesmo. Era só o que faltava: contar urubus. Não tem o que fazer não, Sr. prefeito? Ao invés de contar urubus, que tal contar quantas pessoas estão nas filas de hospitais e postos de saúde daqui, sem atendimento, quantas crianças estão sem merenda escolar, quantas ruas precisam passar por serviços sanitários, quantos bueiros entupidos precisam ser limpos para evitar mais alagamentos, quantas ruas estão intrafegáveis por conta de obras mal-feitas e inacabadas? Hein? Que tal fazer isso? E que tal o Anônimo das 12:49 também se conscientizar de que não, não estamos meeeeesmo vivendo bons dias por aqui. Ele sim, deve estar muito bem de vida, pois faz parte da corja que que ladeia MM. Ah, por favor! Tenha santa paciência.

José Coruja da Silva disse...

Putzgrilla!!!! A Sevop tem uma bióloga para contar urubus! Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahah.
Isto é Marabá!

Anônimo disse...

Novidade seria se o anta que tá temporariamente comandando a prefeitura desse uma dentro. O cara só faz merda em cima de merda....

Anônimo disse...

Na posse do Italo como presidente da Acim, no discurso do prefeito ele falour do aterro sanitário. Lembra? Disse que ia convidar o povo para um churrasco no aterro. E agora ficam me dizendo que lá tem urubus.. Que que é isso? O prefeito deve ser um seboso, deve de comer urubu. O prato do dia: urubu com kinojo (macarrao instataneo). Figa! Figa! Figa! Maurino, vai convidar é a sua mae. Figa, Figa, Figa.

Blogue Marabá 2012 disse...

Finalizando minha teoria.

GUARDANDO A VAGA

Terceirização da merenda; obras fictícias; cassação, embora encenada; prisão de membros do alto escalão de seu governo; terceirização da saúde pública e tantas más notícias colaboram para o fim de um governo que de fato não veio para ficar. Mas que deixa bem claro a que veio: servir de cabo eleitoral e com resultados já demonstrados em 2010.

Da maneira que ele está governando, seu antecessor voltará para prefeitura, chutando por alto, com pelo menos 70% dos votos válidos, se esse percentual não aumentar daqui pra lá.

Parece haver uma força, um grupo, um comando por trás dele. Tem gente que para chegar ao poder concorda com qualquer coisa e faz qualquer negócio. Pra essas pessoas, o fundo do poço não é o limite. Ele passa a ideia de que está fazendo essa "administração" de acordo com a ordem que recebe de quem está por trás da cortina. Não quero acreditar nisso, embora as evidências apontem para isso.

Com o dinheiro que entra nesse município, mesmo existindo contas a pagar, qualquer pessoa bem intencionada e comprometida com seus munícipes e eleitores, pensando na manutenção do cargo e no futuro político, aproveitaria para fazer uma boa administração.

Não acredito que ele seja despreparado, como apregoam. Se fosse despreparado não teria mais de vinte anos de sobrevivência no mundo político. Também não acredito nessa estória que comentam a boca miúda, dando conta que houve ou há uma animosidade entre ele e seu antecessor, que o taxa de "bocó" e que o despreza(va). Isso deve ter sido apenas uma cortina de fumaça para esconder o que verdadeiramente aconteceu nos bastidores da sucessão municipal de 2008, com projeção de resultados calculados e pensando-se em 2012.

O que parece haver é uma espécie de acordo - com essa força, ou grupo, ou comando - desde quando ele assumiu interinamente a prefeitura da cidade. Daquele tempo para cá vem acontecendo muitas traições nesse jogo de interesses entre os que dominam o mundo político de Marabá. Agora fiquei em dúvida se mais de um comanda o mundo político em Marabá.

É claro que os mais traídos de todos são os munícipes e eleitores que o elegeram exatamente por estarem insatisfeitos com o anterior, que agora é promovido por ele e transformado na única opção para 2012... Diga-se de passagem, já virtualmente eleito.

___________
Adir Castro