Pages

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Ecos da Eleição 2010

Em Marabá, tem gente tomando tarja preta com a especulação de que, à semelhança de  Geraldo (toc toc toc) e Suleima Pegado (idem idem idem), Ana Júlia acabe mudando para  seu domicílio eleitoral e, acantonada na Alpa da Vale, queira fazer sua guerrilha pessoal contra Jatene. Não se teme, clarorepresália do Simão porque desse mato não sairá coelho algumcomo nos tempos em que esteve no governo e nada fez pelo sudeste do Paránem por Marabá, especificamente. O que se teme, de fato, é que Ana Júlia  nos venha atrapalharcomo faz hoje o ainda prefeito Maurino Magalhães.

8 comentários:

Anônimo disse...

Alguém acha que o Jatene vai fazer algo para Marabá??
Acho que o Governo Federal vai abortar a ALPA para dizer que a culpa é do tucano careca paraense.

Senta que lá vem história!!

O Tião deu um tiro no pé.
Espero estar enganado, pois gosto do Tião e gostaria que ele não tivesse sua imagem ligada a ninguem. Só espero que ele nãoi deslize com essa imagem de traíra que está pegando nele.

Francisco disse...

PERFUME POLITICO DO PATRÃO.
O eleitor da classe pobre que mora pelo interior de São Paulo tem que aprender a escolher.Quando vamos comprar um perfume,escolhemos aquele que mais nos agrada,sem a intromissão de ninguém.Ao contrário,quando chega a eleição essa gente pobre e assalariada perde o raciocínio e aceita o 'perfume político' imposto pelo patrão rico.Nessa hora o trabalhador perde a noção do que está fazendo de ruim prá si próprio.O interesse de classe social se sobrepõe perante a necessidade do povão.Quando o povão vai perceber é tarde demais!
Outro tipo de eleitor do Serra.O 'bacana' que põe a mulher num carro e lá vai,com motorista particular se tratar com os médicos de Sorocaba,São Paulo.
Esse é o cara,eleitor do Serra!
Os pés duros que precisam de hospital maternidade vão na conversa do 'bacana' e pensam que são iguais.!Pensam que terão poder ao seguirem o voto do 'bacana'.O povinho de pés no chão um dia vai acordar prá realidade.
Pobre povo do interior de São Paulo que não se enxerga!

Quaradouro disse...

Ainda há tempo para o deputado eleito Tião Miranda pensar no que está fazendo. Até onde se presume, ele quer ficar dois anos na Assembléia Legislativa e concorrer à sucessão do Maurino, caminho que parecia devidamente pavimentado com as trapalhadas do ainda prefeito e a ausência prolongada de lideranças políticas no cenário marabaense.
Sobre a relação de Jatene com Marabá e Sudeste do Pará, sua nova administração será um repeteco do que ele fez no passado: indiferença e descaso. Jatene gosta de números, estatística, tem muita vaselina verbal, mas é só: se a gestão dele chegar aos limites da grande Belém já será um ganho para os habitantes de lá.

Anônimo disse...

Pois se cuidem....Corre a bocas pequenas em Tailândia, que Macarrão tem sonhos politicas (prefeito) por Marabá.
Quais serão os brinquedinhos de luxo que ele levará para Marabá? Pq geração de emprego e renda....Pra quê? Nada que umas cestinhas básicas não resolva...
Assim ele fez com Tailândia!!!

Quaradouro disse...

Eu não duvido, das 11:58. O Macarrão já mudou-se para Marabá e, dizem, está investindo aqui em mais do que cestas básicas.
Por outro lado, Marabá ainda não é Tailândia, o cu do mundo. Mas caminhamos para lá.

Anônimo disse...

Macarrão deixou Tailândia sob uma cortina de fumaça, não gerou um emprego sequer praquela gente miserável. Após a Arco de Fogo,só restou cestinhas básicas,buracos, assaltos e miséria nesta cidade.Toda a fortuna que ele arrecadou com os seus "ditos" Projetos de Manejo, ele investiu em empresas em outras cidades(Imperatriz, Amapá, Marabá). Por que será que ele não abriu suas empresas em Tailândia? Aqui só nos resta lamber o fundo do tacho olhando pros céus nos finais de tarde e curtindo o ilustre deputado, com seus brinquedinhos de luxo dando piruetas e soltando fumaças sobre nossas cabeças e mesas vazias.
Voce tem toda razão quando diz que Tailândia é o c..do mundo. Um povo que não sabe diferenciar cestas básicas de Desenvolvimento...Tem que ser manipulado e usado como pinico mesmo.

Anônimo disse...

Das 23:57, acaso os marabaenses tem algum discernimento a mais que os tailandenses?

MAIS QUANDO?!

Anônimo disse...

Ô das 13:45 hs., sem menosprezo aos tailandeses, tambem paraenses - ainda - não só discernimento como tambem um pouco - que seja - politização. Caso contrario teríamos dado a maioria dos votos à Jatene. Aliás, eleições anteriores, como a recém finda, os tucanos tem levado farelo por aquí. Nâo serei tão radical quanto o das 23:57 hs., mas, é nessa seara do povão desinformado, imediatista (1 sc. cimento, 1 carrada de areia/barro, 1 cesta básica etc...) que políticos aproveitadores se dão bem, infelizmente. Via internet já rebatemos muitas colocações do próprio Macarrão. Já conhecemos esse tipo de gente que adora atropelar e passar por cima dos mais necessitados. Já estamos de olho no Maca há tempo. Em 04.11.10, Marabá-PA.