Pages

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Sucatões


Desde 2006, as duas únicas empresas de ônibus que exploram o transporte coletivo em Marabá – Transbrasiliana e Cidade Nova – estão com a concessão vencida. Eleito em 2008 e empossado em 2009, o ainda prefeito Maurino Magalhães não tomou qualquer providência para resolver o problema quetantos anos inferniza o usuário de coletivo na cidade.
Diante das infindáveis reclamações, a secretaria de Planejamento informa que possivelmente em março do ano que vem, ou seja, daqui a mais cinco meses, será aberta licitação para a abertura do mercado a novas empresas.

5 comentários:

Mural de Marabá disse...

Deveriam ter adotado o transporte de vans ao invés do táxi de lotação.

Eleutério Gomes disse...

Terra de muro baixo, meu caro beletrista e imortal, terra de muro baixo... E pouca vergonha na cara!
Aliás, se vigorasse no Brasil a Constituição proposta pelo historiador João Capistrano de Abreu (1853-1927) muita gente estaria na cadeia.
Dizia o documento:
"Constituição do Brail
Art. 1º – Todo brasileiro deve ter vergonha na cara.
Parágrafo único: Revogam-se as disposições em contrário."

Anônimo disse...

Já que Marabá e Terra de muro baixo...O Macarrão vai tranferir pra cidade sua linha de onibus de Benevides

Eleutério Gomes disse...

Se os ônibus forem novos e confortáveis, com motoristas e cobradores educados; e com linhas e horários regulares, pode trazer os do macarraão, os do espagueti, os da lasanha, os da pizza, e quais mais quiserem trazer. Desde que substituam as "carroças" que hoje circulam em Marabá, num flagrante desrespeito e desprezo para com o usuário marabaense, que, para andar nessas porcarias paga uma das maiores tarfias do País! Então, que venham os do macarrão, desde que não sejam também uma frota de latas-velhas.

Anônimo disse...

Dêem um olé por Benevides/Che Cuevara e conheçam a Nossa Senhora do Carmo.