Pages

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Umbigo do mundo




Vocês já viram a propaganda do Tião? 
Ele mandou requentar aquela da campanha anterior e botou o bloco na rua.
Bloco do eu sozinho.
Do ptb-EU.

19 comentários:

Mural de Marabá disse...

Se ele ainda tiver os 40 mil votos, como apregoava na eleição muncipal de 2008, vai ser eleito com sobra de voto: é provável que leve mais um com ele.

Ave, César!

Anônimo disse...

Ninguém anda sozinho, o Tião vai se surpreender...

Anônimo disse...

Ele tá certo! Os eleitores votam na competência dele, porque fez um bom governo quando prefeito, não na trupe partidária.
E olha: a música, apesar de requentada, não sai da boca do povo: é nas salas de aulas, nos salões, nos bares...
O atual prefeito tem feito a campanha do Tião há um bom tempo.
O povo não quer mais seres "bonzinhos", querem homens competentes.

Quaradouro disse...

Sim, das 22:43, e quanto mais autoritários e anti-democráticos, melhor...
Dizem que uma vez Tião Miranda mapeou zona por zona o eleitorado marabaense que não votou nele e decidiu aconselhar a cada segmento que fosse pedir serviços públicos aos outros candidatos em que votaram (Elza, Asdrúbal, Bernadete, etc.)
Em conversa com amigos, dizem que contou a parábola do boi, mais ou menos assim:
um rei mandou prender seus desafetos e os confinou num quarto estreito. Dois meses após, pôs um boi lá dentro da cela com os presos. Outros dois meses, tirou o boi e pôs os presos numa cela um pouco mais ampla.
Os presos, embora ainda presos e vivendo, como se diz, a pão e água e sob tortura, ficaram todos agradecidos ao rei pela consideração...
Triste cidade que ama tiranos!

Anônimo disse...

A campanha do Tião com certeza vai dar o que falar nos bastidores da política, pois o PTB do Duciomar (vendido), está coligado com o PT da Governadora, mas ele não sobe em palanque com o seu maior cabo eleitoral Maumau e por debaixo dos panos dando uma mão para o Jatene e Jader Barbalho para senado o homem é muito esperto ja visando a proxíma candidatura para prefeito.O que se ve nas ruas por onde ele passa e uma satisfação das pessoas pedindo para ele voltar e o Maumau dando todo o apoio para que isto aconteça e ele esta rindo atoa.
Eita Marabá onde tudo acontece.
Carajaense.

Anônimo disse...

Conheço essa parabóla, mas em outra versão: não em uma prisão, mas em uma casa...
Ok, Tião errou muito!
No entanto não podemos negar sua competência como administrador.
Roubou? Não sei. Talvez sim...
Pior seria se só tivesse roubado, sem trabalhar para o desenvolvimento de nossa cidade, como estamos presenciando atualmente.
Até hoje escuto histórias dos sonoros NÃOS que deu. Não é uma pessoa carismática, porém tem aprendido com as adversidades que viveu, até o tirano Tião tem suas crises, é... ele é humano também.
Uma coisa a seu favor: ama Marabá de paixão. Como você Ademir.
E por falar em você: Parabéns!!!
Gostei da forma como rebateu meu argumento, elegante e sábia. Sem ofensas e com uma alegoria marcante.
É assim que se faz democrácia de idéias.

Anônimo disse...

Como é fácil ser heroi em Marabá!
o Tião como prefeito foi um bom "engenheiro pro seu bolso"...
Realmente Marabá nunca viu tanto asfalto...(FOX)
Alguém come asfalto por acaso?
Ter lazer é ir a Praça?
Esporte é coisa pra Desocupado?
Cultura é pra Maconheiro?
Pô...precisamos de asfalto sim! Mas queremos muito mais!
Pegar o governo do Maurino como Parâmetro é brincadeira...
Vamos comparar com modelos de gestão...
Marabá crescer é consequência,a região têm por si só riquezas.
Mas precisamos "desenvolver", e isso requer tbm educação, saúde, segurança pública, turismo, esporte, habitação...
Realmente o Tião foi um Seper Administrador e Empreendedor (Empresário Bem Sucedido HEIN!) Comparando com o Maurino até o Chefinho correria o risco de se sair melhor.. rs

Mural de Marabá disse...

O mundo tá cheio de masoquistas. Marabá não poderia ficar de fora, né?

Quero dizer que impressiona a mágica que esses senhores conseguem fazer após assumirem um cargo público eletivo. Em menos de dois anos eles conseguem montar um patrimônio o qual não conseguiram durante toda a sua vida. É tudo mágico.

A evolução patrimonial desses senhores é coisa do outro mundo. Nem os americanos, considerados os melhores ganhadores de dinheiro chegam perto desses senhores, ganhando o que ganham à frente do cargo.

E mais interessante ainda são alguns desses senhores que nunca trabalharam na vida, nunca abriram um "buteco", e ao passarem pela vida pública nunca mais deixam de ganhar dinheiro, mesmo não tendo sido eleito para cargo algum e mesmo sem nada fazendo para justificar o que ganham.

Temos inúmeros exemplos desses mágicos. Talvez por isso tanta gente os reverencie. Não sei se a reverência seja por admiração ou por migalhas recebidas.

Vai entender o povo.

Anônimo disse...

Ademir, O Tião não tem características de tirano, ele é centralizador e nesse caso eu não vejo um defeito.Quem é um bom administrador deve acompanhar e participar de tudo.
Quem trabalha ou trabalhou sabe como Tião se relaciona com as pessoas, não é de ficar fazendo firula com ninguém,não gosta de anda rodeado de puxa-saco.
Fico feliz em saber que ele esta fazendo sua campanha sem essas figuras carimbadas(políticos e empresários)da nossa cidade.
Tião meu voto é teu, pelo teu trabalho ´por nossa cidade.

Quaradouro disse...

Caros parceiros comentaristas:
Tenho o ewntendimento que devemos estudar minuciosamente a história contemporânea de Marabá, a partir de 1972 - marco histórico.
1. Porque foi quando começou a safra dos prefeitos nomeados (pro-tempore)que matou no nascedouro qualquer liderança política consistente, séria e de cunho popular;
2. Porque coincidentemente foi quando se deu o início da maior migração de trabalhadores vindos de regiões miseráveis para o sudeste do Pará, em busca de melhoria de vida;
3. Porque esses migrantes, sem vínculo com a região e sem conhecimento de seus políticos profissionais, viraram massa de manobra para aqueles que habitualmente utilizaram a compra de voto, em metal sonante ou fornecimento de telhas, madeira, piçarra etc.
4. Porque os migrantes endinheirados (que se acham "bandeirantes", "colonizadores" e "inventores do desenvolvimento para eles mesmos")nunca se interessaram pela militância política, exceto nos seus bastidores, investindo pequenos recursos naqueles pangarés que, eleitos, poderiam vir a ser usados nos propósitos deles.
5. Porque da fatia esclarecida da região não conheço ninguém que tenha se interessado em ocupar cargos eletivos (salvo as raríssimas exceções de praxe, que ainda foram vistos com desconfiança pelo eleitor sem compromisso além da sua cuia de farinha.
Bom. Quando é que vamos começar a rever tudo isso e, sem desejo de retorno a esse passado questionável, vamos abrir a discussão em busca de alternativas?
Precisamos formar grupos de estudos, células analíticas e interligadas por afinidade, para disseminar o questionamento.
Sei que existem grupos assim em atividade em Marabá, mas não sei porque eles fazem questão de permanecer na "clandestinidade" rsrsrsrs.

Mural de Marabá disse...

Ademir, formar um grupo para esse fim é muito complicado. Estou tentando juntar a 20 pessoas para darmos início a trabalhos já visando 2012, mas é difícil. As pessoas em geral são sempre cheias de compromissos, segundo eles, nunca estão disponíveis para sentar e conversar. Preferem deixar as decisões e ações nas mãos dos outros a ter que decidir e fazer. É daí que nasce a dependência que acaba virando em cabresto.

E aí tem um agravante: as pessoas não acreditam nelas, se deixam intimidar por aparências. Esse sentimento é comum a quase todos nesse país.

E a tendência para o ilegal? É impressionante como as pessoas, mesmo sem avaliar suas chances, já visam vantagens diante de uma pequena possibilidade. Já chegam pra você com conversinha de pé de ouvido, conversa de seda, te enchendo de ambição.

Já estou revendo se vale a pena entrar nesse campo: sozinho é impossível; me sujeitar a certas "condições", jamais; vender minha alma, nem pensar; enganar aos outros, de jeito nenhum.

Não é fácil.

Anônimo disse...

Ô das 22:43 hs., afirmar que o Tião tá certo, que votaram na competencia dele. Fora as maracutaias com Katia, Lucídio e outros de primeiro escalão, nada mais fez, senão a estrita obrigação de administrador de recursos públicos. Ou achas que, ao manter caixa superavitario, pagar fornecedores e funcionalismo em dias, executar obras (asfalto, escolas etc...), foi favôr que nos fez ? Te dizer... Em 13.08.10, Marabá-PA.

Quaradouro disse...

Ô Mural:
O negócio é assim mesmo. Conheço um grupoque tem mais de dez anos de pesquisa, discussões, batalha e não chega a vinte membros. É ligado à defesa ambiental, ou seja, frontalmente à Vale, guseiras, barrageiros etc. Imagina o tamanho do desafio!
Mas eles e elas estão lá: viajam (não sei como arranjam dinheiro pra isso), vão às arenas da Vale, ouvem lavradores, pesquisam a poluição, a expropriação da terra, essas coisas. Dá uma olhada no blog "Mineração no sudeste paraense", aí entre os meus favoritos.
Eles são um bom exemplo de perseverança.

Anônimo disse...

anonimo das 15:19
Se a competência de um bom gestor é fazer escolas , asfaltar ruas, pagar em dias os servidores e fornecedores,então ele cumpriu com essas obrigações, e muito bem.
A gestão de Tião Miranda fez com que marabá desse um salto de qualidade de vida para as pessoas que moram aqui.
Falta muito realizar?falta.Mas se todos os gestores de marabá(passado,presente e futuro) tivesse a visão de gestão que tião teve, marabá estava em outro patamar.
Caro, anonimo o trabalho ninguém esquece.
Eu tenho asfalto na minha porta, resultado da estrita obrigação do prefeito Tião Miranda.

Anônimo disse...

Anonimo das 15:42
O que eu quero mais de um prefeito? a não ser que faça suas obrigações de gestor?
Se ele asfaltou ruas,pagou servidor em dias, pagou fornecedor,saneou as finanças da prefeitura,construiu escolas,postos de saúde,construiu praças.
Anonimo, faltou pouco para ele ser o melhor prefeito do Brasil, sem precisar comprar nenhum diploma.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Ô das 16:01 hs, só afirmei que Tião fez - em parte - o trivial. O povo está tão mau acostumado com alcaides "perebas", que qdo. aparece um realizando o que "seria normal" tem-se um endeusamento da criatura. Minha restrição à Tião é relativo às maracutaias levadas a efeito com verbas do Fundef/Fundeb etc...Comprovadas, com o seu então, afastamento. Seu retorno, diga-se, em grande estilo, deveu-se a acordos, tanto financeiros como políticos em varios níveis. Agora, se sua pessoa, em sã consciencia - é o que deu a entender, acha que - servidor público, ao fazer o trabalho para o qual é pago - tem direito a desviar verbas para proveito próprio é lamentavel. Enquanto perdurar essa ótica de que "rouba mas faz", estarão convalidando o crime perpetrado. O Tribunal, ainda e felizmente, não lhe forneceu o Atestado de quitação de contas.Em 13,08.10, Marabá-PA.

Anônimo disse...

Ademir,
Estão falando que o Tião vai sair a vice-prefeito do Maurino na próxima eleição, se ele não ganhar a de Deputado Estadual!!!!

Anônimo disse...

Demir, meu nego que liberação é essa de comentários generosos pro Tião? Qui deu em tu rapaz? Ou é mesmo verdade esse monte de bajulação? Acho que a coisa é feia, o coitado do pobre povo de Marabá agora é obrigado a escolher no menus pior. Acho que um bom começo do debate é colocar no blog a prestação de contas do Tião ( e dos outros também) e de seus bens declarados à Justiça Eleitoral, que tal?

Quaradouro disse...

Ei, Psiu das 20;04!
Censura, aqui, só do excesso, dos palavrões, das difamações.
Aqui, inclusive, qualquer um tem o direito de se expor ao ridículo. rsrsrsrs
Por mim, meço o grau de consciência política do leitorado, me divirto com as provocações e quero mais é ver o circo pegar fogo eheheheheheheh