Pages

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Rasteira



Presidente do PR, Anivaldo Vale estaria jogando pesado com Maurino Magalhães quanto a quem deve ser apoiado pelo ainda prefeito. No caso, Lúcio Vale (filho de Anivaldo), candidato a deputado federal, e a vereadora Irismar Sampaio, à Alepa.
A pressão, é o que parece, já começou a dar resultados. Segundo o jornal Correio do Tocantins de quinta-feira (19/08), em reunião noturna na sua chácara Maurino disse com todas as vírgulas que não poderia apoiar Wandenkolk Gonçalves (PSDB) nem Suleima Pegado, por exigência do partido.
“A notícia foi tida pelos fies escudeiros de Wandenkolk e Suleima como uma punhalada nas costas, devido à grande confiança que tinham em receber apoio logístico de Maurino, pela proximidade que mantém com ele e gratidão que ele sempre manifesta aos dois em seus discursos”, diz a Ronda Política do jornal.
Vale recordar que, quando Maurino estava sob o fogo cerrado do Ministério Público Estadual e crivado de TACs, ano passado, foi Wandenkolk quem o colocou debaixo da asa e com ele itinerou pelos gabinetes dos promotores, principalmente de José Luís Furtado, pedindo arreglo.
Wandenkolk enganou-se porque quis: não é possível que ele desconhecesse a volúpia com que Maurino mente e engana qualquer um quando estão em jogo seus interesses pessoais.

20 comentários:

Anônimo disse...

Ademir, com a popularidade em baixa, senão zerada, seria interessante à alguem, ter apoio do Mau-Mau ?

Quaradouro disse...

Eu, candidato, não subiria em palanque com Maurino, de jeito nenhum. Mas ainda há quem presume estar ele por cima da cocada preta, né?
No caso de Wandenkolk e Suleima Pegado (esta, inclusive, teria transferido seu domicílio eleitoral para cá, não necessariamente por gostar do ainda prefeito), os dois sempre foram amigos e aliados de primeira hora. Assim, o coice agora deve estar doendo pra caramba.

Anônimo disse...

O Wandenkolk, tem dito para todos sem pedir segredo.
Que plantou um pê de catis pera pro Maurino.
Logo logo, numa curva bem próxima eles vão se encontrar.
Soa um pouco macabro, se eu fosse o maurino ficava com medo.

Anônimo disse...

Ademir, o prefeito traiu também os sindicalistas Wendel e Demerval, que depois da reunião saíram rasgando elogios ao prefeito. O melhor prefeito, oque mais avançou, vai cumprir todas as promessas.
Um dia depois, olha a surpresa! os descontos continuaram.
Tem professores se organizando para se desfiliar em massa do sindicato.Cheirou marmelada.

Ulisses Silva disse...

Doido, mas doido de ser internado, é quem acredita no Maurino. Bem empregado pra Suleima e pro Wandenkolk terem apostado suas fichas no Maumau.

E quanto ao acordo com o Sintepp, não penso que seja marmelada. Penso que o motivo dos elogios, que a meu ver não foram rasgados e sim normais, foi que o acordo foi feito com a presença inclusive do Procurador do Trabalho. Mas o próprio Wendel afirmou que o estado de greve permanecia.

Agora, infelizmente, o que temos visto é o ainda prefeito Maurino prometer, na frente inclusive das mais diversas autoridades, e depois não cumprir.

E ele ainda tem a coragem de dizer que é perseguição, que as coisas não acontecem porque não dão chances para a administração dele.

O fato é que o Maurino precisamos torcer para que o processo dele na Justiça seja julgado o mais rápido possível.

Anônimo disse...

Ao anônimo das 17:03: Vc deve ser alguém muito conhecido e querido na base do Sintepp,está até organizando desfiliação em massa. Engraçado conhecendo vc como nós conhecemos no minimo tu leste isso no Site da prefeitura,onde a assessoria de imprensa do ainda Prefeito Maurino teima em colocar palavras na boca do Coordenador do Sintepp Wendel. Queria ver vc lá na assembleia,aliás vc estava na assembléia,pena que ninguém te viu. Por isso é que tu fica falando o que não aconteceu de fato. Participe mais da luta seu Pelego.
De anônimo para anônimo. Se quiseres saber quem sou eu ,te identifica ai eu também digo quem sou eu. Tu irás ter uma surpresa.

Anônimo disse...

Essa de se desfiliar parece coisa de gente sem noção.Quem fala isso não tem formação política. Desfiliar as vesperas da eleição do Sintepp... (sei não!).
Vamos filiar em massa e tirar os pêlegos do sindicato.
Enfraquecer os sindicatos é fazer exatamente o que o gestor deseja.

Anônimo disse...

O anonimo das 21:51 ficou zangadinho.
E claro que eu tenho que reclamar, e tenho o direito de reclamar pois eu pago esse sindicato.
Quando me convidam para uma palhaçada de reunião com o prefeito,que ele fica remoendo o mesmo assunto o tempo todo.Os avanços que a gestão dele teve, mais que avanços? a licença maternidade de 6 meses(lei do governo federal),o PCCRM ainda não saiu do papel,saiu o plano que ele aumentou os salários dos cargos comissionados.Foi patético aquela cena, dele perguntando "quem quer plano de saúde com a UNIMED?", o cara, não ta conseguindo pagar nem o cartão tempero.
Vai fazer o servidor passar vergonha, quando não for atendido por falta de pagamento.
E ai, depois de todo esse circo montado, vou receber meu dinheiro, ta la os descontos de novo.E ainda leio nos jornais, o presidente do sindicato elogiando o maldito prefeito.E pra revoltar!

Anônimo disse...

gosto muito do comentário do Ulisses Silva,é mais doido ainda quem quer apoio do mau-mau,Suleima e Wandenkolk voçês deveriam agradecer a Deus por não ter o apoio do Maurino, ele está mais queimado do que vela preta em terreiro de macumba, cruz credo?

Anônimo disse...

Demir, pergunta q não quer calar. Gílson Magalhães irmão do alcaide, Assessor de Comunicação da PMM. Caracteriza nepotismo ? Em 21.08.10, Marabá-PA.

Dr. Valdinar Monteiro de Souza disse...

Briga de anônimos. "SE lascou-se!"

Anônimo disse...

Caro Ademir, depois que instataram-se no mercado, os tais Planos de Saude, houve e há, percentualmente, uma grande piora, no atendimento com eficiencia/qualidade ao paciente, que busca atendimento diario e constante nas redes municipais e estaduais. Sentido diametralmente oposto ao que se vê os famigerados atendimentos pagos. À mim parece coisa combinada. Como exemplo, cito, principalmente, Unimed, aquí, que, recentemente, até já comprou a Climec. Essa coisa de municipalizar a saude foi péssima para o povão. Haja visto, segundo depoimento de funcionario da própria PMM, em reunião com o alcaide, pergunta aos presentes, "quem queria plano de saude Unimed ?". Em 23.08.10, Marabá-PA.

WENDEL LIMA BEZERRA disse...

Caros Anônimos,

Estou tranquilo em relação a qualquer tentativa de negociação com o Prefeito Maurino Magalhães... Enquanto SINTEPP, a nossa obrigação é negociar e procurar uma saída para os conflitos... A proposta de pagar apenas 90% foi uma proposta do PMM... E não cabe ao SINTEPP pagar os servidores...
Na minha opinião, vocês têm todo o direito de estarem zangados, mas nós também estamos, porque também somos filiados e porque estivemos junto com um comando de 20 pessoas desde o dia 02 de maio em greve e todos esses(as) camaradas tiveram seus contracheques ZERADOS...
Não agradeci e nem elogiei o PMM, apenas parabenizei por ter feito o acordo (isso se chama diplomacia e capacidade de negociação)... Mas se ele não cumpriu o acordo, ele é que deveria ser o seu alvo, CAROS COLEGAS DE TRABALHO... ELE É QUE MAIS UMA VEZ ESTÁ TRAINDO A CATEGORIA...

NÓS ATIRAMOS TODOS OS NOSSOS CARTUCHOS! RECORREMOS À JUSTIÇA, AO MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL, AO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO, À IMPRENSA E ATODOS QUE TIVESSEM INTERESSEM EM NOS AJUDAR... BUSCAMOS ATÉ A INTERMEDIAÇÃO DA CÂMARA DE VEREADORES...

SE VOCÊS TEM OUTRA PROPOSTA, ENTÃO VAMOS À LUTA!

Wendel Lima Bezerra disse...

Caros Anônimos,

De fato vocês tem razão, acabei de ler matéria no site da PMM...

Agora vou fazer a mesma pergunta que o Maurino uma vez fez ao nosso camarada chiquinho: "Tinha a minha assinatura"

Uma coisa eu digo para vocês: quer vocês queiram ou não, fomos nós que dobramos o Maurino e isso a categoria reconhece... essa história de desfiliação em massa é "fofoca" de quem acha que nós não estamos realizando um bom trabalho... E isso é um direito de qualquer um falar...

Obrigado pelas críticas...

WENDEL LIMA BEZERRA disse...

O texto abaixo é Matéria divulgada no site oficial da PMM... Leia!

Em uma reunião realizada na tarde de ontem (16), o prefeito Maurino Magalhães de Lima conversou com representantes dos servidores municipais, especialmente os da Educação, colocando um fim às pendências que existiam, que levaram parte da categoria a paralisar suas atividades. Na ocasião, o gestor falou das conquistas que os servidores já tiveram no seu governo, frisando ainda que desde que assumiu o cargo tem sentado com os sindicatos da categoria para discutir e buscar soluções para as reivindicações que há muito vinham fazendo.

O prefeito, que foi aplaudido pelos servidores, destacou que sempre foi um defensor do funcionalismo público, inclusive, quando vereador, por várias vezes esteve à frente de lutas em prol de melhorias para a classe. Ele aproveitou a ocasião, para anunciar que antes do fim do mês será depositada a primeira parcela do 13º salário, assim também como a liberação, a partir de hoje, do Vale Alimentação e o pagamento do restante do retroativo do benefício.

Disse ainda que já assinou a ordem de serviço com a empresa que vai realizar o concurso público no município. Segundo o gestor, a previsão é que as inscrições para o processo seletivo comecem daqui a dois meses. Em virtude disso, ele pediu aos servidores que são contratados que já comecem a ser preparar para fazer o concurso.

O gestor também enumerou as ações já realizadas no seu governo em prol dos servidores, entre eles, a implantação do Vale Alimentação (que antes era apenas um bônus); constituição do Plano de Cargo Carreira e Salário, que está em fase de conclusão; a criação da Mesa Permanente de Discussão, uma reivindicação antiga dos líderes sindicais; a adesão à licença maternidade de seis meses para as servidoras e, agora, o Plano de Saúde da Unimed, válido em todo território nacional.

Em conversa franca com os servidores da Educação, o prefeito garantiu que nesta terça-feira será pago 90% dos dias parados no mês de junho, que haviam sido descontados. Os 10% restantes serão pagos após a reposição das aulas que os estudantes perderam durante a greve.

Ainda para o setor da Educação, o gestor ressaltou que a reivindicação do Sintepp (Sindicato dos Trabalhadores na Educação Pública do Pará) para que sejam readmitidos os professores que tiveram o contrato encerrado e não foram recontratados que, nesse caso, preferia ter uma conversa específica sobre o assunto. Ele marcou para a tarde da próxima sexta-feira (20) a reunião com o Sintepp e os professores para tratar do caso.

Os sindicatos e o procurador do Ministério do Trabalho, João Felipe Sabino, avaliaram de forma positiva a reunião, frisando que isso coloca fim a qualquer outra iniciativa de greve, principalmente da Educação, que só prejudica os alunos. O procurador destacou que desde o início acompanhou o processo de negociação e se disse feliz com o desfecho desse processo. “Quem ganha são os alunos, que terão as aulas repostas”, ressaltou.

Para Demerval, do Sindicato dos Servidores da Saúde (Sintesp), não resta dúvida que o prefeito Maurino Magalhães foi o que mais avançou na pauta de reivindicações que a classe há muito pleiteava. “Realmente, a gente não pode negar que o prefeito Maurino foi o que mais atendeu nossas reivindicações”.

A mesma avaliação fez Wendell Lima Bezerra. De acordo com ele, ainda falta acertar alguns detalhes, mas no geral o prefeito Maurino é o que mais ouviu a classe.

Participaram da reunião os Sindicatos da Educação (Sintepp), Saúde (Sintesp), Servidores (Servimmar), os vereadores Júlia Rosa e Alécio Stringari, o secretário de Educação, Ney Calandrini, assim como o procurador do Ministério do Trabalho, João Felipe Sabino.

Júlia Rosa e Alécio Stringari elogiaram o prefeito Maurino pela iniciativa de reunir com a classe e aparar qualquer aresta existente. “Você está demonstrando, Maurino, que é um gestor aberto ao diálogo”, pontuou Júlia.

Anônimo disse...

E ai Wendel, essa noticia eu já tinha lido nos jornais e no site da PMM.
Ele, só sentou com os servidores no final, por sua imagem estar bastante desgastada.
Eu quero continuar perguntando que avanços são esses?
O servidor não pode mais grevar? os contratados não tem mais direito de nada?
nem as rescisões, que agente recebia ao final dos contratos, não recebe mais.
Eu tenho 7anos de contrato, e sempre participei dos movimentos e nunca me senti tão sem direitos.
como ele avançou na questão do abonos alimento?
se antes, saia junto com o salario e hoje ta saindo dia 20 de cada mês, onde estar o avanço?
E quando ele vai pagar o restante dos nossos salários(dos descontos)?
Os avanços aconteceram paa a corriola dele, que tiveram seus salários reajustados em mais de 100%.Sinto muito sindicalista esse final, vocês ficaram feio na foto.Ate parece que o os mocinhos ficaram amigos do bandido.

WENDEL LIMA BEZERRA disse...

Dizer que o prefeito Maurino é o que mais ouviu, não siginifica dizer que é o que mais fez pelos trabalhadores. Neste sentido, acredito que a reporter exagera um pouco para beneficiar o Prefeito...

Caros colegas,

A reunião do 20 realmente aconteceu, e foi acordado o retorno imediato de todos os 75 servidores temporários que haviam perdido o contrato por causa da greve...

Além disso, os 9 formadores também tiveram o seu retorno garantido SEMED.

RECONHECEMOS QUE ISSO NÃO É UMA VITÓRIA DA CATEGORIA, pois a vitória só ocorrerá quando toda a nossa pauta for atendida...

A nossa vitória foi apenas contra a retaliação, perseguição e contra todo o sistema ditador e repressivo imposto pelo governo Maurino Magalhães... Essa foi a nossa única conquista...

Wendel Lima

Goreth Valério da Costa disse...

Já ouviram a estória do bode?

Uma família vivia reclamando do tamnho da sala.Certo dia colocaram um bode no meio da sala. Todo mundo começou a reclamar do "diacho" do bode.O bode fedia ,o bode berrava e o bode cagava,mas deixaram o bode lá por um bom tempo.Um belo dia tiraram o bode e todos respiraram aliviados.Deste dia em diante a família agradecia por terem retirado o bode e nem lembrava mais do tamanho da sala.

Qualquer semelhança é mera coincidência esta estória é pura ficcção.

Quanto a essa outra estória do Maurino sobre os avanços de seu governo devo concordar que houveram muitos avanços "em cima " dos direitos que tinhamos.
Já que o Wendel não quis responder eu vou dar minha opinião.
O servidor não pode mais grevar?

Pode sim!Só que o ponto vai ser cortado.
os contratados não tem mais direito de nada?
Tem sim. Vai ter concurso é só estudar.
As rescisões?
Põe na justiça. Se filie para ter direito a um advogado ou procura o DRº Ademir Brás(ele vai cobrar uma porcentagem).

Avançou na questão do abonos alimento?
Avançou. Antes era abono agora é lei (pena que nem todas são cumpridas).
Se antes, saia junto com o salario e hoje ta saindo dia 20 de cada mês, onde estar o avanço? Quando você se acostumar a receber dia 20 e esquecer que tá atrasado ele vai na imprensa e diz que paga dez dias antes do pagamento isso numa visão otimista considerando que o pagamento continuará saindo no final do mês.
E quando ele vai pagar o restante dos nossos salários(dos descontos)?
Quando ele quiser eu não sei quando é isso. Você tá reclamando de barriga cheia,em outros tempos você levava falta e não recebia nada de volta e o sindicato num tava nem ai para isso.

Goreth Valério da Costa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Prof.ª gorethe, desde de quando o sindicato paga advogado pra defender o servidor?
pois eu e a maioria dos servidores das escolas que trabalho, NÃO RECEBERAM NEM UM CENTAVO da rescisão referente o ano de 2009.
Essas questões devem ser tratadas coletivamente, pois a semed, acha que ta certa em não pagar, e se prepara para fazer a mesma coisa no final de 2010.
Agora o conselho entra na justiça, é muito injusto.Pois quem recebe/administra as contribuições
dos servidores são vocês sindicalistas.E mas um detalhe, não é pouco dinheiro.