Pages

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Vereador diz que médicos são mercenários

Está desde sábado, 12, no blog do vereador Edvaldo Santos (PPS):

Em menos de 60 dias, pelo menos oito médicos militares do Exército, transferidos de Marabá para outros Estados, deixaram suas funções no HMM, levando a unidade ao estrangulamento pleno.

Como dificilmente médicos querem deixar as capitais para trabalhar no interior, mesmo com a oferta de bons salários, a saúde pública de Marabá entrou em total colapso.
Mas na opinião do presidente da CMM vereador Nagib Mutran Neto, que também é médico, em tom de desabafo, usando a tribuna da Câmara Municipal, fez uma seria acusação. Nagib disse que a maioria dos médicos de Marabá só quer trabalhar em regime de plantão e esquecem o juramento que fizeram no termino de sua formatura; De salvar vidas.
De acordo com o vereador, o valor que hospitais de Marabá pagam para plantões de médicos por 12 horas é o seguinte:
a) HMM – R$ 624,00
b) Regional – R$ 637,00
c) Climec – R$ 900,00
Assim sendo se um médico trabalhar 10 plantões no HMM,receberá um total de R$ 6.224,00 enquanto que o salário mensal é de R$ 6,000,00 ou seja o valor pago por 10 plantões é superior do que o salário do mês inteiro e isso explica o motivo de os médicos preferirem os plantões, enquanto isso o povo fica morrendo nos hospitais de Marabá por falta de médicos comprometidos com bem estar do cidadão.
Para o doutor Cassiano Barbosa, que em resposta a colocação do vereador Nagib, disse em uma reunião realizada na sala de comissões da CMM, que o problema não está na questão de dar mais amor ao dinheiro e sim na falta de estrutura oferecida pelo município.
“Se eu der um telefonema agora consigo cinco médicos para virem para Marabá na próxima semana. Mas nenhum deles vai querer trabalhar no Hospital Municipal de Marabá. Só se for no Hospital Regional, SAMU ou Climec”, disse o médico Cassiano.
“Ninguém quer trabalhar sem infra-estrutura, sem medicamentos, sem anestesia. São erros infantis que vêm sendo cometidos naquele hospital anos após ano”, desabafou.
Para ele, toda a problemática que envolve a falta de médicos passa por um problema de gestão e alerta que não adianta promover reuniões para apagar incêndios, mas elencar metas e trabalhar para atingi-las.
O diretor técnico-clínico do Hospital Municipal, Fábio Calil, concordou com o colega, e disse que assumiu o cargo no dia 3 de fevereiro, e desde então tem tentado trazer médicos de outras cidades para Marabá, mas sem sucesso. “Há dificuldade até de encontrar diretor dentro do próprio hospital. Poucos têm coragem de assumir essa função. Atualmente eu acumulo duas funções porque os colegas se negam a ocupá-la”, revela.
Para ele, não adianta oferecer salários maiores, porque o excesso de trabalho, a exposição aos perigos e da imagem frustram qualquer profissional. Atualmente, segundo Fábio Calil, o horário mais problemático é no período diurno, principalmente durante a manhã, quando a procura por médicos é maior e a falta deles frustra os pacientes.
O médico Ivo Panovich criticou o fato de o Hospital Santa Terezinha ser o único que atende pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) e estar sub-utilizado, porque o município quase não envia pacientes para lá. “Temos 30 leitos à disposição da comunidade e da prefeitura. Por que não utilizam?”, questionou.
O vereador Edivaldo Santos que acompanhou o inicio dos debates ainda no plenário da Câmara relembrou da CPI que seria instalada no ano passado para investigar os problemas e varias denuncias de desvios de verbas da saúde, mais que foi inviabilizada por falta de apoio de alguns dos vereadores da atual legislatura.
“Se a CPI tivesse acontecido com certeza nas saberíamos o que está realmente por traz de toda essa situação que envolve a falta de estrutura dos hospitais de Marabá” disse Edivaldo.
Assinaram o requerimento da CPI os vereadores: Vanda Américo, Toinha, Julia Rosa e Edivaldo Santos. Porém, eram necessário 5 ssinaturas.

8 comentários:

Andre Ribeiro disse...

Ademir,
Por mais intragavel que seja, tenho de concordar em partes com os medicos que se pronunciaram em relação a falta de material. Equipamentos o HMM tem sim.
Eu queria estar neste local e perguntar aos dignissimos medicos sobre os outros municipios como Parauapebas, Canaa e Curionopolis do porque que não tem medicos da capital lá nestas cidades. São os daqui que dão suporte aos municipios proximos e acabam querendo ganhar aqui e em São Domigos, São Joao, Nova Ipixuna, Brejo Grande e Itupiranga alem das cidades que mencionei acima e acabam se desgastando e não atendendo como se deveria, comtempo e hora aceitavele justa o paciente e estes mesmos medicos acabam enviando os pacientes para cá alegando que só tem recursos aqui.
Aí, neste caso, concordo com o sr Nagib sobre "la plata".
Já houve relatos de medicos aqui de marabá que tem fazenda que chegou a receitar para paciente remedio de animal e só foi descoberto na farmacia quando o farmaceutico detectou que aquele medicamento só vendia em casa de produtos agropecuaria, ou seja, vacina de boi.
Isto sim devia ser constado nesta discussão.
Nada Mais, e em breve nos veremos pessoalmente

Blogue Marabá 2012 disse...

Esse é o vale tudo eleitoral, onde vale tudo pra pegar o voto.

Toda essa discussão não passa de palanque eleitoral. Até as apurações dos votos da eleição de 2012 ficarão nesse fuxico. Depois de diplomados esquecerão tudo, e somente dois anos mais tarde ressuscitarão mais uma vez esse tema e a outros.

Enquanto esses nobres e seus familiares não utilizarem a caótica saúde pública, isso em todo o país, ela continuará assim e sendo alvo de campanhas eleitorais antecipadas.

Querem passar a idéia que agora farão alguma coisa. Se não houvesse problemas desse naipe, o que esses senhores e senhoras iriam dizer para pegar o nosso voto?

São defensores do quanto pior melhor e sempre usarão desses artifícios para ficarem no poder por longos e longos anos.

Aplicarão um paliativo na saúde até o grande dia. Afinal não é nada interessante ter uma saúde que realmente funcione, hospitais que não têm filas nem pessoas gritando e implorando por um atendimento. Isso não dá voto, pensam eles.

Não dá pra levar essas pessoas a sério.

E esse filme está sendo reprisado pela enésima vez.

__________
Adir Castro

Anônimo disse...

Engraçado Ademir, CUBA conseguiu uma vacina contra o cancer e sem muitos recursos e com certeza com a dedicação de profissionais engajados com a causa e o juramento de sua profissão.
Expulsaram os "caras" de Araguaina e a cidade que era referencia proxima a maraba está um caos na medicina. Só medicos fazendeiros.

Anônimo disse...

Meu Deus,quanta besteira!
Claro que há médicos mal preparados e alguns de personalidade deformada,assim como há maus pastores,padres e advogados.Há que se retirar estes frutos podres das profissões.Há que se expurgar comerciantes desonestos e principalmenta políticos ordinários.Mas não vamos fazer de conta que as condições de trabalho são condizentes.Na verdade são terriveis.O Nagib nunca foi médico.Tentou mas foi para onde tinha berço:ganhar $$ com $$.
Prestem atenção NÃO EXISTE VACINA PARA CANCER esta é uma mentira da medicina cubana.Os médicos exportados por Cuba não conseguem passar nos exames de qualificação dos outros países pois não conhecem exames modernos. Para tratar o Fidel mandaram buscar em Madrid,tal qual este Andre e o Nagib fazem para sí e seus familiares:vão embora ao adoecerem
em busca de um bom hospital.

Anônimo disse...

Olha quem fala! Olha quem chama médico de mercenário! Macaco, olha o teu rabo. Tô ligado, CEBINHO.

Anônimo disse...

Quer dizer que médico tem que trabalhar de graça? Ta bom Madre Teresa...O cara estuda 6 anos,faz 2 de residência, 2 de especialização e depois tem que trabalhar pra ganhar pouco. Por que vocês não fazem isso? Aliás, porque não hospedam indigentes em suas residências?

Anônimo disse...

Esse tal de CEBINHO deve ter muito cebo no cerebro a vida dele é criticar as pessoas, por que nao olha pro proprio rabo

Anônimo disse...

Ô babaca das 07:49! Se tu bem sabes ler, has de perceber que um cara que se expressa com um português como o do cebinho, com certeza, não tem cebo no cérebro, ao contrário, é portador de um um QI impar, e que em seus comentários é contundente, porém, com conhecimento de causa. E TAL é você, com certeza, ofendido por se sentir alvo das cíticas palpáveis e precisas do cara. Deves ser da banda podre ou lacaio de um dos malas que o cara detona em seus comentários muito oportunos , díga-se de passágem. Pois eu larguei o blog do hirosshe de mão porque este deixou de publicar os comentários do cara; agora eu sou só DEMIR, só QUARADOURO, pois esse CEBINHO lava uma roupa suja, que lava a alma da BANDA BOA. Um abraço DEMIR, uum abraço cebinho. Não se intimidem com a escórea e seus lacaios, deçam a lenha. Fui, KIABO.