Pages

sábado, 12 de fevereiro de 2011

O polvo governando...

Meados desse janeiro recente, cidadão vinha de carro desde Tucuruí quando, por volta das 15h00, deparou-se com inusitado engarrafamento na cabeceira da ponte rodoferroviária no São Fél. Era um ferro-velho da Transbrasiliana que tinha dado prego bem no comecinho da ponte e atropelava o trânsito.
O negócio demorou para desatar, mas desatou quando rebocaram o sucatão.  Achando que estava tudo limpo, o navegante de Tucuruí avançou ponte adiante até esbarrar noutro engarrafamento monstruoso. E era justamente outro ferro-velho da Transbrasiliana que deu de encrencar bem no meio da rotatória do lado de .
Paga-se em Marabá o equivalente a uma passagem de metrô em São Paulo, valor  onde estão embutidos o preço de pneus novos, o estofo das bancadas, a limpeza interna do veículo, a segurança da viagem, o lucro das duas únicas empresas. Mas os pneus são carecas, o carro imundo, os estofos sórdidos, não é raro o assalto a passageiros.
Sagrado, mesmo, o lucro das empresas.
E a desfaçatez das autoridades que fazem vista grossa para a vergonha desses ônibus (e dessas concessionárias) no trânsito.
Para as empresas, e para esse desgoverno aí,
este deve ser o usuário ideal do transporte público 

11 comentários:

Ulisses Silva disse...

Infelizmente, este é "O POVO (DES)GOVERNANDO"!

Blogue Marabá 2012 disse...

Isso em parte é resultado das famosas doações de campanha. É chamado assim para não ser visto como financiamento ou patrocínio de candidatos, principalmente no executivo, que é quem manda nesse negócio de transporte. As empresas doam para todos os candidatos. O que ganhar vai ter que se fazer de cego. Isso acontece no Brasil inteiro. Em alguns locais com mais descaramento.

A meu ver isso só melhorará se for liberado o transporte de passageiros através de vans. Claro que com algumas condições, inclusive trabalhistas.

Tem que quebrar esse monopólio, que não tem nada de transporte público.

Então abra-se a concorrência e que sobreviva somente os bons.

Quem não conseguir sobreviver com a concorrência que mude de ramo ou melhore seus serviços pra continuar no mercado.

Valmir disse...

É Ademir, me parece que agora só resta este blog, para denunciar as mazelas do povo governando.Durantes esses dois anos aonde ja si viu no blog Hiroshi, dedicar uma matéria enorme destacando os "grandes" feitos desse gestor que é mau até no nome?.Assim como as "organizações Demétrios ribeiro" o mau mau,conseguiu por do seu lado esse importante comunicador que denunciava e criticava o governo do povo governando, o Hiroshi.Mas as coisas mudam, e em seu blog foi dedicado um grande espaço para elogiar o atual e criticar o ex.Bola MUcha para o hiroshi e o Maurino. E bola chéia pra voce Ademir, por continuar criticando as mazelas dessa cidade, como é o caso do transporte público que é péssimo. Boa Tarde.

Blogue Marabá 2012 disse...

E esqueçam a ajuda de nossos vereadores nessa questão. Eles estão muito ocupados na solução de problemas mais relevantes.

Agora mesmo eles descobriram que a saúde pública não vai bem. Já estão correndo atrás para resolver essa pequena falha na saúde, para que ela volte a ser maravilhosa como antes.

Ainda bem que cada um deles recebeu um carro para que não se atrasem no trabalho, e chegando mais cedo e mais rápido, produzam mais.

Pelo menos o transporte de nossos vereadores funciona. Já pensou se andassem de ônibus?! O prejuízo do município seria incalculável devido os constantes atrasos e ausências ao local de trabalho de nossos esforçados edis.

Ufa!

___________
Adir Castro

Quaradouro disse...

Não seja tão duro com o Hiroshi, das 13:28!
Talvez ele tenha achado alguma coisa interessante nesse prefeito.

Anônimo disse...

O que um bom dinheiro roubado empurrado por baixo da porta não faz! Quanto a TRANSBAGUNCIANA, também paga muito bem e a muito tempo pra fazer o que quer aqui; você já ouviu nos últimos dez anos, algum vereador, promotor, juiz, de alguma forma questionar esta máfia, que é o transporte coletivo em Marabaila? Imagine prefeito! Claro mano, nem um deles precisa andar de ônibus. Só precisam da propina do sistema pra continuarem fazendo vista grossa. Quanto a imprensa, seus veículos e profissionais, ô DEMIR, você já viu o grupo liberal falar bem do Jader? Ou o grupo RBA queimar algum pau mandado do Jader ou falar bem dos Maioranas? Aqui não seria diferente. Depois do convênio escuso Maurino e Mascarenhas, quantas vezes o CORREIO DO TOCA OS FINS falou alguma verdade latente sobre o Maurino? Como diz a LEYDY KATY do ZORRA TOTAL ''TÔ PAGANO''. A propósito,duvido que você publique. CEBINHO.

Quaradouro disse...

Cebinho, o Correio do Tocantins não é um jornal partidário de oposição. O jornal mostra os fatos. Olha as edições recentes cheias de denúncias do caos na saúde, no trânsito, nas ruas intransitáveis, na reclamação popular.
Não creio que exista convênio com o desprefeito, além da relação comercial da divulgação de publicidades institucionais.
E eu, Cebinho,não me incomodo se você duvida ou não do que eu publico ou deixo de publicar. O critério é meu, não é seu.

Blogue Marabá 2012 disse...

Os jornais não podem ser partidários. E nem deve ser em circunstância alguma.

Mas é sabido que no período em que o filho do Mascarenhas era o homem da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marabá, nenhuma mazela era noticiada. Parecia que ia tudo bem por essas bandas.

Foi só o Maurino tirar o filho do homem do jornal que as notícias calamitosas apareceram do nada. Lembro de certo programa de TV local que mostrava as ruas esburacadas, esgoto a céu aberto e todo tipo de tranqueira que havia e que ainda haveria de existir na cidade. Também do nada deixaram de mostrar as verdades.

Essas propagandas institucionais parece ser um negócio que todos os veículos de comunicação participam. Isso está mais pra subsídio. E sendo subsídio fica claro que esses veículos de comunicação vivem parasitariamente à custa do erário. Nunca achei que vender jornal para quem não é dado à leitura e não sabe ler fosse um negócio rentável. A coi$a entra mesmo é nas in$titucionai$. Os caras pegam a grana que vem do governo, que não é do governo, e ainda querem parecer aos nossos olhos que são preocupados com a verdade, ética e transparência na política, e que estão defendendo a coletividade contra os usurpadores de plantão.

Sinceramente, não dá pra levar a sério aos meios de comunicação.

___________
Adir Castro

Anônimo disse...

Tenho a capacidade de auto- avaliação e auto-crítica, me desculpe. Quanto a você, hoje passo a admira-lo muito mais. Um abraço, CEBINHO.

Anônimo disse...

Obs: Reitero meu pedido de desculpas por ter duvidado que você publicaria meu comentário, mas você é suficientemente inteirado e politizado pra reconhecer que a imprensa brasileira e seus agentes, em sua maioria, especialmente no interior, politicamente não é imparcial. Um abraço, CEBINHO.

Anônimo disse...

Caro Ademir, tenho que concordar com Cebinho a respeito da "imparcialidade" do correios do Tocantins. Até me admiro ao ver na sua coluna algumas críticas ainda que ponderada a esse desgoverno.Mais agora me parece que a fixa estar caindo para os barões do jornal, estão começando a criticar o desgoverno, pude percebe nas últimas edições. Voçe sim, é um critico ferrenho dessa administração,porém acredito que vc na época acompanhou toda equipe do jornal, e também votou no malino.Estou enganado? Nos bastidores do jornal só era alegria.