Pages

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Você gosta de contos?

Tenho um livro pronto e estou disposto a publicá-lo, claro, com apoio dos leitores porque não tenho como bancar sozinho os custos de impressão.
Estou pensando em fazer uma venda antecipada, preço de custo unitário, assim que conseguir um orçamento decente, lá fora, porque em Marabá as gráficas cobram de cada obra o que não ganham com um ano inteiro de trabalho.
Escolhi um conto para vocês darem uma provada:

Primavera 
Quase sexagenário, Crisóstomo vivia com Maria Sousa, menos de 30, e com ela teve três filhos lindos. Separaram-se há quatro meses por motivos que não são da minha nem da conta do leitor. Na Justiça, Ferreira comprometeu-se em pagar a pensão alimentícia e Maria concordou em viver com certa forma dita regular, pelo menos na cabeça do ex-marido, para mulheres separadas, isto é, não levar homens para o sacrossanto recesso do lar, ainda que desfeito.
A lei, todavia, esquece que é primavera, fonte de paixões avassaladoras, tempo de viver eternamente bêbado de vinho, poesias ou de ilusões. E deu-se que mal saiu do fórum Maria cedeu à primeira tentação: um certo Edilson, de cabelinho na testa e ar de desamparo. O amor fulminante, é verdade, não sobreviveu. É que mais afeito à cachaça do que as ilusões, dia desses Edílson chegou misericordiosamente bêbado à casa de Maria, atirou nela, que reclamou, e acertou uma criança de sete anos, que nada tinha a ver com bêbados, amantes e poesia.
 

7 comentários:

Flavio Correa de Souza disse...

Caro Ademir!Já ouvistes a historinha do beija flor que tentava apagar o incêndio na floresta somente com as gotas de água que carregava em seu bico. Então, podes contar comigo para a compra antecipada do seu livro. Pois, considero de grande relevância o legado que nossos artistas (regionais) deixam para as gerações vindouras, tão carente cuturalmente.

www.ribamarribeirojunior.blogspot.com disse...

Prezado,

Dispôe a arte da capa para que possamos fazer uma ampla divulgação.

Ulisses Silva disse...

Infelizmente, isso é Marabá.
Aqui há um custo de vida altíssimo, para uma qualidade de serviços baixíssima.
Ademir, já sabe qual o preço para a venda antecipada? E como poderemos comprar?

Anônimo disse...

Caríssimo Ademir Braz! sem mesmo saber o preço adianto quanto for preciso para adquirir exemplar do nem no prelo. Recomendo buscar editor imediatamente, quiçá na mesma Marabá que nos é tão cara! Gutemberg Guerra

Anônimo disse...

Olá Ademir,

Ontem estava assistindo a TV Brasil,programa sem sensura,quando falaram do Clube dos Autores,no qual o autor publica seu livro de graça,e fica disponível online, quando o leitor quizer a obra ele faz o pedido e a gráfica imprime o livro,ou mesmo o autor quando quizer mais de um exemplar,a proposta é muito interessante.Não sei se já conheces,de qualquer maneira,fica a dica,para obter mais detalhes:http://www.clubedeautores.com.br


Deyze dos Anjos

Marcelo Campos disse...

Caro Ademir...

Pode contar comingo também para a compra desse livro..

Aproveitando criei esse blog "omomentoexato.blogspot.com" a minha idéia é divulgar imagens da nossa linda cidade, mas também não vou deixar de colocar imagens coomo aquela da "pupulação agradeçe".

Só mais mais uma coisinhs. Preciso de sugestões para o blog.

Abraços

Marcelo Campos

Anônimo disse...

Ademir,
excelente idéia..estou com vc..
quando começa?
grande abraço!!
marcio Mazzini