Pages

sábado, 4 de dezembro de 2010

Decoro parlamentar

Quem viu o arranca-rabo disse (textualmente, aliás) que "foi pena pra todo lado" - seja lá o que quis dizer com isso, talvez uma briga com travesseiros.
Foi na quarta-feira à tarde, 1º de dezembro.
Direção da Câmara Municipal reunia-se no gabinete da presidência com representantes comunitários,  quando a atenção de todos voltou-se para a balbúrdia instalada na escadaria do prédio.
Eram, segundo a fonte, as vereadoras Vanda Américo e Irismar Sampaio que, aos gritos, trocavam insultos e empurrões, em flagrante quebra do decoro parlamentar. Que na sua mansidão e tolerância, a direção da Casa sequer vai mandar apurar e punir.
- Não fosse o DNA das litigantes, diria que foi surto de TPM, explicou a testemunha.
- DNA?
- É... Data de Nascimento Antiga das duas, o que exclui a segunda causa...

15 comentários:

Gilvandro Oliveira disse...

A Irismar eu não conheço sua personalidade, agora a Vanda nunca foi de levar desaforo pra casa, acho que essas trocas de gentileza não caracteriza quebra de decoro.

Anônimo disse...

Po Ademir,

A Vanda tem q parar com essa onda> Na epoca do Tiao ela nao atacava a PMM, agora vive fazendo careta ou ela tah tomando barbituricos.

Quanto a Irismar tem q deixar O Maurino sem fazer comentarios ridiculos na tribuna.

Tah uma cachorrada mesmo. Nós nao merecemos isto.

Agora vao eleger o Nagib Mutran presidente da camara para assumir a PMM caso o MAuMAU seja cassado.

Tremenda p...

Anônimo disse...

Eu estava la,
a vereadora vanda cobrou da vereadora irismar uma resposta para a comunidade de são miguel da conquista, ja que a vereadora enquanto candidata. foi com seu cabo eleitoral maurino ate a comunidde fazer promessas em plena campanha, a afirmação do prefeito e da candidata era que o problema da comunidade estava resolvido.
Só que, desde daquele momento o juiz césar afirmava que o prefeito teria que depositar o dinheiro na conta do proprietário.
A vereadora Irismar não gostou da cobrança da vereadora vanda, chamando a de idiota, invejosa. Depois disso vc pode imaginar oque aconteceu.............kkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Caro Ademir,

Acho que tem juiz e promotores tentando chamar a atenção mais do que vendedor em feira de marabá. Aparecendo em lugares de politicos nas inaugurações. Nada contra. Mas parece que os homens estao querendo mandar na cidade. è o que vejo.

Quaradouro disse...

Ô das 20:00?
Não é essa figura aí que quer suceder Maurino?

Quaradouro disse...

Concordo não, das 06:48:
A Justiça, hoje, está a exigir que juízes e promotores públicos desçam do pedestal e venham ver a sujeira cá em baixo.
Quanto mais sairem das suas salas, mas podem vivenciar as nossas dificuldades e, quem sabe, ajudar a removê-las.

Quaradouro disse...

Ora, das 19:18, se o Nagib reassumir a prefeitura (ele já esteve lá entre 1989/1992, quando foi cassado por uma bomba sapo), será apenas para dar posse ao deputado João Salame.
Eleição de novo? Só em 2012.

Anônimo disse...

a vereadora Vanda Américo, está certa,tem mais é que cobrar mesmo. a outra vereadora a santinha do pau oco quer tampar o sol com a peneira.

Anônimo disse...

a população de Marabá está mergulhada na merda,com um prefeito desse ninguém merece.....rsrsrsrsr

Quaradouro disse...

Vereadora cobrando de vereadora, como se a cidade e o município estivessem divididos em pequenos feudos?
Muito estranho...
Quero saber, porque meu bairro parece não ter dono nem prefeito: falta água, há queda de energia, não tem transporte público e o lixo transborda nas esquinas.
A quem apelar?
Pro Chapolim Colorado?
E mais: gente, até quando vamos viver com esses vereadores que nada fazem pela cidade?

Dr. Valdinar Monteiro de Souza disse...

Ademir, mano velho, gostaria muito que o vereador dono do bairro das Laranjeiras, onde tenho casa própria e moro desde 31 de dezembro de 2001, aparecesse e cobrasse com muita força e coragem infraestrutura para o nosso pequeno feudo. Moro na Rua Maranhão, entre a Avenida Boa Esperança e a Rua dos Gaviões, uma buraqueira só, a despeito de ser tão plana, sem qualquer acidente geográfico que possa dificultar seu asfaltamento. Penso, sinceramente, que ainda não a asfaltaram porque eu moro lá. “Se eu estiver pecando, que perdoem”, como dizem os outros crentes. Mas que eu penso isso, penso mesmo.
Talvez aquele tropeiro e toda a sua tropa estejam enterrados no subsolo (em cova bem rasa mesmo) da Rua Maranhão ou de outra rua ou avenida do bairro das Laranjeiras.´
Será, mano velho?... Diga aí o que você pensa!

Quaradouro disse...

Dr. Valdinar, sei onde o senhor mora, já estive lá, Conheço seu bairro desdeos tempos em que o batizamos de Jardim das Laranjeiras, na administração do prof. Hamilton Bezerra, a partir de 1986. Foi-lhe dado este nome porque lá na entrada do bairro havia um pequeno e lindo laranjal.
E devo lhe dizer que as sucessivas administrações e que tratam o bairro como senzala.
E tem mais: no dia em que a Rua Maranhão vier a ter algum benefício da prefeitura, será necessário levantar-lhe o nível, através de terraplenagem, e as casas dos senhores vão ficar abaixo do leito da rua, sujeitas a inundações. Tudo porque a prefeitura não tem um plano diretor de médio ou longo prazo de pavimentação discutido com a população.
É sério.

Dr. Valdinar Monteiro de Souza disse...

Neste caso, Ademir... Pensando bem, é melhor que o vereador dono do bairro não apareça. Estamos lascados!

Anônimo disse...

Ademir, a vereadora Irismar vem cobrando do Maurino mudanças no secretariado, principalmente com indicação dela, levando em conta a votação da moça nas eleições passada.
A secretaria que ela estar pleiteando é a semed. comenta-se que a própria ira assumir a pasta.Assim o maurino resolve dois problemas, a demissão do Nei Calandrine e a acomodação do Regivaldo que não tem lugar no governo depois das lambanças que fez na SPU.

Quaradouro disse...

Do governo Maurino, caro leitor das 00:26, só doido espera alguma sensatez.
Encontrei Regivaldo e o chefe de gabinete do Maurino conversando baixinho no restaurante do Hotel Itacaiunas.
Acho que o lance era esse mesmo, a sobrevivência do Regis, eleito vereador na primeira vez com 300 votos. Em Marabá, eleitorado de quase 140 mil pessoas, vereador elege-se com 300 votos!!!